Clique e assine com até 92% de desconto

Em vídeo, PM comemora morte de suspeito na Rocinha

Favela enfrentou dois dias de tiroteios intensos e teve a segurança reforçada

Por Da Redação 2 jun 2014, 13h24

A Rocinha amanheceu com o policiamento reforçado nesta segunda-feira, depois de um final de semana de tiroteio. Um homem morreu e outras duas pessoas ficaram feridas no sábado, em uma troca de tiros entre agentes da Unidade de Polícia Pacificadora (UPP) e criminosos. Em um vídeo, divulgado no domingo pelo jornal Extra, um policial aparece comemorando a morte de um suspeito. “Quebramos um ganso”, diz, filmando o próprio rosto, sorridente.

A gravação mostra Josiel Rafael da Silva, de 43 anos, baleado no chão, de costas e imóvel. Em outro momento, policiais aparecem carregando o corpo dele em um pano azul e o colocando dentro de uma viatura. O suspeito foi levado até o Hospital Miguel Couto, onde já chegou morto, conforme a Secretaria Municipal de Saúde. Os agentes afirmam ter apreendido uma submetralhadora com Josiel, e que ele já havia sido preso por envolvimento com o tráfico de drogas.

A PM afirmou que os agentes faziam patrulhamento na favela, quando foram atacados por um grupo armado na localidade conhecido como Beco 99. Foi quando o tiroteio começou, diz a corporação. A Polícia Civil apreendeu as armas dos policiais, que passarão por perícia. Os outros dois feridos também foram atendidos no Miguel Couto. Jefferson de Oliveira, de 20 anos, foi atingido de raspão nas costas, e Iolanda Soares Ferreira da Silva, de 42, foi baleada no pé esquerdo.

Leia também:

O medo de volta à Cidade de Deus

Confronto entre PMs e traficantes deixa 5 feridos em favela

Socorro federal é tentativa de remendar as UPPs

Continua após a publicidade
Publicidade