Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

Elize Matsunaga deve ser interroganda neste domingo

Ela é julgada pela morte e esquartejamento de seu marido, o empresário Marcos Kitano Matsunaga, em 2012

Por Da redação 4 dez 2016, 11h31

Elize Matsunaga deverá ser interrogada neste domingo no julgamento pela morte e esquartejamento de seu marido, o empresário Marcos Kitano Matsunaga, em 2012, no que ficou conhecido como Caso Yoki. O júri popular é realizado desde segunda-feira no Fórum Criminal da Barra Funda, na zona oeste de São Paulo.

  • O interrogatório de Elize estava previsto para o último sábado (36). Contudo, a leitura de documentos anexados ao processo e a apresentação de uma grande quantidade de reportagens sobre o crime atrasaram essa etapa do julgamento.

    O caso

    Elize, de 34 anos, está presa desde 2012 por matar e esquartejar o marido, herdeiro do grupo empresarial Yoki. O crime aconteceu no triplex onde o casal morava com a filha, na Vila Leopoldina, zona oeste de São Paulo. Ela tenta provar que trata-se de um crime passional, cometido após briga doméstica. O estopim seria uma relação extraconjugal de Marcos. Elize contratou um detetive para descobrir e filmar a traição do marido, morto no mesmo fim de semana em que ela assistiu a imagens comprovando o caso.

    A acusação, por sua vez, sustenta a tese de que ela agiu de forma premeditada, por interesse financeiro, e contou com a ajuda de um cúmplice (não-identificado) para se livrar do corpo. A pena pode chegar a 33 anos.

    Continua após a publicidade
    Publicidade