Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Dia de sol, de praia – e de novo arrastão no Rio de Janeiro

Pelo menos 12 pessoas foram detidas, a maioria menor de idade e por furtos

O feriado da Consciência Negra no Rio de Janeiro foi um brinde para quem estava de folga. Com os termômetros passando mais uma vez dos 30°C e um céu incrivelmente limpo, os banhistas lotaram as praias ao longo de todo o dia. O problema é que este também é o chamariz perfeito para ladrões, que se aproveitam da aglomeração de pessoas e guarda-sóis para praticar seus crimes e causar tumultos.

Novamente nesta quarta-feira, há relatos de furtos e roubos em sequência na orla da Zona Sul. Ao menos doze pessoas foram detidas, a maioria menor de idade, informou a Polícia Militar, que prefere não usar o termo “arrastão”. A ação ocorreu entre as praias do Arpoador e de Ipanema, onde banhistas afirmam ter sido vítimas de um grupo de criminosos que passou tomando tudo o que via pela frente.

Casos como este têm se tornado tão frequentes, que a Polícia Civil decidiu montar uma delegacia móvel no Arpoador, a partir deste final de semana. A intenção é que a unidade funcione até o fim do verão. Nesta quinta, o local já teve a segurança reforçada pelo 23º Batalhão da Polícia Militar (Leblon), que montou uma tenda em plena areia – foram estes os agentes responsáveis pelas detenções.

Mais um caso – No feriado anterior, o da Independência, na sexta-feira passada, o pânico também tomou conta dos banhistas que aproveitavam o dia de sol e calor na altura do Posto 8. Como o local é frequentado por famílias, muitas mães se levantaram em pânico, recolhendo os filhos com medo do ataque. Policiais Militares e Guardas Municipais tentaram capturar os jovens, mas a maioria escapou por entre as barracas.