Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Desmatamento na Amazônia quase dobra em junho em relação a 2018

Foi devastada uma área de 920,4 quilômetros quadrados ante 488 quilômetros quadrados em junho de 2018. O pior mês desde 2015

O desmatamento na Amazônia subiu 88% em junho em relação ao mesmo mês do ano passado, segundo dados inseridos nesta quarta-feira, 3, no sistema Terra Brasilis, do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe).

Foi devastada uma área de 920,4 quilômetros quadrados. Em 2018, o valor era de aproximadamente 488 quilômetros quadrados.

Junho de 2019 foi o pior mês desde que o sistema de monitoramento de alertas foi criado, em 2015, para o monitoramento da Amazônia Legal.

No total, o mês passado teve 2.903 alertas inseridos no Terra Brasilis, e 97% do desmatamento foi registrado em quatro estados: Pará, Amazonas, Mato Grosso e Rondônia.

O Terra Brasilis foi criado em 2015 pelo Inpe, e é alimentado com dados do Sistema de Detecção de Desmatamento em Tempo Real (Deter), um sistema de alerta para dar suporte à fiscalização e controle de desmatamento ao Instituto Brasileiro de Meio Ambiente (Ibama).

As taxas apontadas pelo Deter, contudo, são diferentes do nível de desmatamento consolidado publicado anualmente por meio do projeto Prodes, também do Inpe.

As taxas consolidadas de desmate costumam ser divulgadas pelo Inpe próximo ao fim do ano.