Clique e Assine a partir de R$ 9,90/mês

Depoimento de médica de Marcelo é adiado

Neiva Damasceno alegou que não poderia comparecer por problemas pessoais; três colegas do garoto suspeito de matar a família serão ouvidos

Por Jean-Philip Struck 20 ago 2013, 11h38

A médica Neiva Damasceno, que tratava do adolescente Marcelo Pesseghini, alegou problemas pessoais e não compareceu ao depoimento que estava marcado para a manhã desta terça na Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP). Neiva tratava do garoto de 13 anos, suspeito de matar a família no dia 5 de agosto, na Vila Brasilândia, Zona Norte da capital paulista.

Marcelo era portador de uma doença genética chamada fibrose cística, que impede a produção de enzimas essenciais para a alimentação e causa complicações respiratórias. Ele também era diabético e fazia uso recorrente de insulina.

Os investigadores esperam que o depoimento da médica ajude a esclarecer alguns pontos sobre o estado de saúde do menino no dia do crime, entre eles se a doença poderia alterar o seu comportamento ou qual era a sua expectativa de vida. A oitiva foi remarcada para a quinta-feira.

Devem ser ouvidos ainda nesta terça três colegas de classe de Marcelo. Segundo a polícia, esses depoimentos são considerados complementares e tem como objetivo traçar um perfil psicológico de Marcelo. Iniciada a terceira semana de investigações, a polícia já colheu os depoimentos de 32 pessoas.

Segundo a Polícia Civil, o inquérito deve ser entregue no início de outubro – o prazo pode ser prorrogado por 30 dias, se necessário. Os investigadores ainda aguardam o resultado de laudos técnicos, como o toxicológico e o de necropsia. A conclusão dos exames determinará quando cada vítima foi morta e se estavam sob efeito de remédios.

Leia também:

Peritos fazem testes com tiros na casa de PMs mortos

Sangue pode ter sido removido de casa de PMs

Continua após a publicidade


Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique. Assine VEJA.

Plano para Democracia

- R$ 1 por mês.

- Acesso ao conteúdo digital completo até o fim das eleições.

- Conteúdos exclusivos de VEJA no site, com notícias 24h e acesso à edição digital da revista no app.

- Válido até 31/10/2022, sem renovação.

3 meses por R$ 3,00
( Pagamento Único )

Digital Completo



Acesso digital ilimitado aos conteúdos dos sites e apps da Veja e de todas publicações Abril: Veja, Veja SP, Veja Rio, Veja Saúde, Claudia, Placar, Superinteressante,
Quatro Rodas, Você SA e Você RH.

a partir de R$ 9,90/mês

ou

30% de desconto

1 ano por R$ 82,80
(cada mês sai por R$ 6,90)