Clique e assine a partir de 9,90/mês

Datafolha: Monteiro cresce e alcança empate técnico contra Câmara em PE

Senador reduziu de nove para quatro pontos percentuais diferença para atual governador; Jarbas, Mendonça e Humberto disputam as duas vagas no Senado

Por Guilherme Venaglia - 20 set 2018, 04h05

Nova pesquisa do instituto Datafolha sobre a disputa eleitoral em Pernambuco mostra crescimento significativo do senador Armando Monteiro (PTB), que agora passa a estar em empate técnico contra o atual governador Paulo Câmara (PSB) na disputa pela sucessão estadual. Câmara oscilou positivamente, de 34% para 35%, e Monteiro saltou de 25% para 31%.

Como a margem de erro é de três pontos percentuais, a situação é de empate. Na sequência, Júlio Lóssio (Rede) tem 3%, Maurício Rands (Pros) e Ana Patrícia Alves (PCO) têm 2%, Simone Fontana (PSTU) e Dani Portela (PSOL), 1% cada. Brancos e nulos são 19% e os indecisos são 6%.

Na simulação de um segundo turno entre os dois principais postulantes, novo empate: vitória de Câmara por 42% a 39%. Brancos e nulos seriam 15% e os indecisos outros 4%. O levantamento foi divulgado na madrugada desta quinta-feira 20 pelo jornal Folha de S.Paulo.

Senado

Na disputa pelo Senado, o ex-governador e deputado federal Jarbas Vasconcelos (MDB) segue em primeiro, mas com uma vantagem menor do que a registrada no começo do mês e empatado dentro da margem de erro com outros dois candidatos.

Jarbas caiu de 38% para 36%. O ex-ministro da Educação Mendonça Filho (DEM) passou de 27% para 31%, superando o atual senador Humberto Costa (PT), que tinha 28% e agora aparece com 30%. Na sequência, os deputados federais Bruno Araújo (PSDB) e Silvio Costa (Avante) registraram, respectivamente, 12% e 11%.

Pastor Jairinho (Rede) tem 6%, Adriana Rocha (Rede) tem 3%, Hélio Cabral (PSTU) e Lídia Brunes (Pros) têm 2%. Eugênia (PSOL), Alex Rola (PCO) e Albanise Pires (PSOL) apareceram com 1% cada. Brancos e nulos são 20% para a primeira vaga e 28% para a segunda. Já os indecisos são 6% no primeiro voto e 10% no segundo.

Continua após a publicidade
Publicidade