Clique e Assine por somente R$ 2,50/semana

‘Conversa de vagabundo’, diz Roberto Jefferson após prisão da filha

Preso no escândalo do mensalão, ex-deputado federal criticou promotores do Ministério Público do Rio de Janeiro

Por Cássio Bruno Atualizado em 11 set 2020, 18h11 - Publicado em 11 set 2020, 18h03

Presidente nacional do PTB, o ex-deputado federal Roberto Jefferson comentou no Twitter, na tarde desta sexta-feira, 11, a prisão da filha Cristiane Brasil, na Operação Catarata, desencadeada pelo Ministério Público estadual. A também ex-deputada já se apresentou à Polícia Civil do Rio de Janeiro. Jefferson,  condenado e preso no escândalo do mensalão do PT, criticou promotores sobre um suposto vazamento da ação pela manhã.

“Papo de moleque. O MP do Rio está dizendo que Cristiane Brasil, minha filha, deve ter sido avisada da operação, pois não estava em casa às seis horas da manhã. Papo furado para justificar a violência da prisão desnecessária. Conversa de vagabundo”, escreveu Roberto Jefferson.

Cristiane Brasil teve o mandado de prisão expedido pela Justiça fluminense suspeita de participação de um esquema de corrupção em programas de assistência social quando era secretária municipal na gestão de Eduardo Paes (DEM). Segundo a força-tarefa, mesmo não nomeada, ela também tinha influência no setor na administração do atual prefeito Marcelo Crivella (Republicanos).

  • Continua após a publicidade
    Publicidade