Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Complexo da Penha vai ganhar duas novas UPPs

Inaugurações nesta terça completam cerco de segurança da Penha e do Alemão

O Complexo da Penha, conjunto de favelas pacificado em novembro de 2010, inaugura nesta terça-feira duas novas Unidades de Polícia Pacificadora (UPPs). Com um total de 520 policiais militares que irão patrulhar seis comunidades das novas UPPs – Parque Proletário e Vila Cruzeiro -, a iniciativa completa o cinturão de segurança dos complexos da Penha e do Alemão, na zona norte do Rio de Janeiro, informa a Coordenadoria de Polícia Pacificadora (CPP).

Do efetivo de policiais, 220 ficarão na UPP Parque Proletário, que atenderá também Vila Proletária da Penha e Laudelino Freire. Os outros 300 agentes, da UPP Vila Cruzeiro, também serão responsáveis pelo policiamento das localidades Cariri e Mira. Ocupado pela Força de Pacificação e pelos batalhões de Operações Especiais (Bope) e Choque (BPChq), o Complexo da Penha já conta com duas UPPs: Chatuba e Fé/Sereno, inauguradas em junho passado.

“Para preservar vidas e liberdades, função principal dos agentes policiais, não vamos medir esforços e por isso estamos muito motivados com a oportunidade de estabelecer a proximidade com essa população”, destaca o coronel Rogério Seabra, coordenador-geral das UPPs. Seabra é uma das autoridades confirmadas na cerimônia de inauguração desta terça, juntamente com o governador Sérgio Cabral, o secretário de Segurança, José Mariano Beltrame, e o comandante-geral da Polícia Militar, coronel Erir Ribeiro Costa Filho.

LEIA TAMBÉM:

Policial morre em ataque de traficantes a UPP no Alemão

As UPPs avançam. E crescem os problemas

Entregar a segurança às UPPs é subestimar o poder dos bandidos

Rio descobre a diferença entre pacificação e paz negociada com bandidos