Clique e assine a partir de 9,90/mês

Caseiro é queimado por assaltantes em São Paulo

Bandidos deram à vitima opção entre morrer a tiros ou queimado; homem escolheu a segunda opção, sobreviveu e foi internado com 40% do corpo queimado

Por Da Redação - 10 Nov 2014, 16h11

O caseiro Pedro Fagundes, de 49 anos, foi internado após ter o corpo queimado neste domingo em Brodowski, no interior de São Paulo. Ele relatou que quatro assaltantes, que estavam atrás de defensivos agrícolas na fazenda onde trabalha, mandaram que escolhesse: morrer a tiros ou queimado. O caseiro disse ter escolhido a segunda opção e conseguiu sobreviver, mas foi internado com queimaduras em 40% do corpo.

Fagundes foi surpreendido por quatro homens armados na madrugada quando trabalhava na lavoura. O caseiro foi trancado dentro de um carro e ficou com uma arma apontada para a cabeça por um dos assaltantes, enquanto os outros roubavam os defensivos.

Depois disso, ele foi levado para longe da sede da fazenda, onde os bandidos mandaram que escolhesse como queria morrer. Em seguida, retiraram o combustível do veículo, despejaram sobre o seu corpo e atearam fogo, fugindo em seguida. Em chamas, o caseiro correu 300 metros até uma rodovia, onde motoristas o socorreram.

Todo o ocorrido foi narrado por Fagundes à polícia e aos familiares que conseguiram falar com ele nesta segunda-feira, no Hospital das Clínicas de Ribeirão Preto, também no interior do Estado. Familiares realataram que o caseiro ainda está em estado de choque, mas que os médicos afastaram a possibilidade de morte. Entretanto, ele terá de enfrentar um tratamento longo.

Continua após a publicidade

(Com Estadão Conteúdo)

Publicidade