Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

‘Brasileiros voltam às ruas’, destaca imprensa estrangeira

Jornais como o americano 'The New York Times' e o espanhol 'El País' noticiaram as manifestações que reuniram cerca de 675.000 pessoas em 24 Estados e no Distrito Federal

Assim como aconteceu nos protestos de 15 de março, as manifestações de 12 de abril contra o PT e contra a presidente Dilma Rousseff também ganharam destaque na imprensa internacional. Em seus sites, os principais veículos de comunicação estrangeiros repercutiram a segunda grande mobilização contra o governo em menos de um mês, que reuniu cerca de 675.000 pessoas em diversas partes do Brasil neste domingo.

“Brasileiros voltam às ruas contra Dilma Rousseff”, diz a manchete do espanhol El País sobre o 12 de abril. O jornal relatou que os manifestantes protestam “contra a presidente, o seu governo e o seu partido” e citou a pesquisa do instituto Datafolha que aponta que 63% dos brasileiros apoiam o impeachment de Dilma. Para o jornal, esse número reflete a insatisfação popular com “a crise econômica, o fantasma do desemprego e a inflação que não para de subir”.

LEIA TAMBÉM:

12 de abril: indignação contra Dilma e o PT continua em alta

15 de março: imprensa internacional destaca protestos no Brasil

O jornal americano The New York Times publicou reportagem em sua versão online em que atribuiu o retorno da população às ruas à fraca economia, acusações de corrupção envolvendo o partido da presidente e sucessivas quedas nas taxas de popularidade. A publicação ressaltou que a adesão foi menor em comparação aos protestos do último dia 15 e chamou atenção para as demonstrações de tietagem ao juiz federal Sergio Moro, responsável pela operação Lava Jato.

A rede britânica de notícias BBC também noticiou os protestos. Com fotos de manifestantes sorridentes e fantasiados, a reportagem ressaltou a forma pacífica como centenas de milhares de brasileiros foram às ruas contra a corrupção. “Muitos dos manifestantes vestiam camisas amarelas da seleção nacional de futebol e balançavam bandeiras do Brasil. Outros seguravam cartazes de ‘Fora Dilma’ e ‘Governo Corrupto'”, relatou a reportagem.

Já a CNN destacou os pedidos de impeachment para Dilma, explicando que eles são alimentados por uma “raiva crescente” dos brasileiros com a corrupção. A rede americana também valorizou as impressionantes imagens dos protestos. Em sua matéria principal sobre as manifestações, o site da CNN exibiu um vídeo e uma galeria com cenas do ato que reuniu 275.000 pessoas na Avenida Paulista. No texto, descreveu “um mar de manifestantes de verde e amarelo” em São Paulo e lembrou que este foi o segundo protesto nacional contra o governo em menos de um mês. “E manifestantes prometem que não será o último”, ressaltou a reportagem.

O 12 de abril também repercutiu na vizinha Argentina. O La Nación destacou que, embora em menor número, o Brasil mostrou “mais uma vez” sua indignação nas ruas em protestos convocados pelas redes sociais. “Indignados com a corrupção revelada pelo escândalo de suborno na Petrobras e frustrados com o colapso da economia, os brasileiros não parecem estar dispostos a deixar de ir às ruas para expressar sua insatisfação”, diz o jornal argentino.

(Da redação)