Clique e Assine a partir de R$ 7,90/mês

Após vendaval, milhares de pessoas seguem sem energia em três estados

Temporal derrubou oito torres no Triângulo Mineiro e mais de 500 postes no Paraná; no Mato Grosso do Sul, moradores registraram "nuvem de poeira"

Por Luisa Purchio Atualizado em 16 out 2021, 17h43 - Publicado em 16 out 2021, 17h15

Os eventos climáticos extremos continuam aumentando sua frequência em todo o mundo e no Brasil. Enquanto o país segue com bandeira vermelha para contornar a crise hídrica, neste sábado, 16, milhares de pessoas seguem sem energia elétrica após um forte vendaval atingir cidades no Paraná, Minas Gerais e Mato Grosso do Sul. No Triângulo Mineiro, 13 cidades estão com falta de luz neste sábado após oito torres de energia serem derrubadas pelo temporal. Já no Paraná, 39 mil domicílios continuam impactados após 508 postes serem atingidos pelos ventos.

A Companhia Energética de Minas Gerais (Cemig) informou que o incidente atinge Cachoeira Dourada, Campina Verde, Capinópolis, Carneirinho, Guarinhatã, Ipiaçu, Itapagipe, Ituiutaba, Iturama, Limeira do Oeste, Santa Vitória, São Francisco de Sales e União de Minas. A Companhia Paranaense de Energia (Copel), por sua vez, apontou que Jesuítas, na região Oeste, e Terra Rica e Querência do Norte, no Noroeste, foram os municípios mais afetados pelas intempéries. No total, 330 mil domicílios foram atingidos na primeira tempestade que ocorreu na quinta-feira, mas grande parte já recuperou o serviço.

Nuvem de poeira

Na sexta-feira, 15, moradores do Mato Grosso do Sul relataram que o céu foi tomado por uma “nuvem de poeira” e que por volta das 14h50,o dia parecia ter virado noite. O fenômeno é chamado de “haboob” e ocorre quando o tempo seco se mistura com o vento e faz com que a poeira, a vegetação e a sujeira do chão subam para o céu, podendo alcançar até 10 quilômetros de altura.

Moradores relataram ter perdido o acesso as suas linhas telefônicas e diversas cidades no Mato Grosso do Sul seguem com árvores caídas sobre imóveis e com bloqueios em rodovias. No Pantanal, seis pessoas morreram após o naufrágio de um barco atingido pelo vendaval e casas em Ponta Porã, no centro oeste do estado, seguem sem energia. No final de setembro, o mesmo evento atingiu cidades no interior do estado de São Paulo e assustou os moradores.

Continua após a publicidade

Publicidade