Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Após mais de 12 horas, bombeiros ainda trabalham no incêndio do museu

Serviços de trens e ônibus que atendem à região foi alterados nesta terça

Depois de mais de 12 horas do incêndio que atingiu na tarde desta segunda-feira, 21, o edifício do Museu da Língua Portuguesa, na Praça da Luz, em São Paulo, equipes do Corpo de Bombeiros continuam o trabalho de rescaldo. Ao menos três viaturas e dez homens foram deslocados para a região. Por causa do incêndio, o serviço de trem e a circulação de ônibus sofreram alterações.

A Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM) suspendeu o serviço das linhas 7-Rubi e 11-Coral na estação da Luz. Para os passageiros de ônibus, também há mudanças. As oito linhas que passam pela rua lateral ao prédio do museu sofreram desvios, segundo a SPTrans.

Na noite desta segunda, a Secretaria da Cultura do Estado de São Paulo afirmou, em comunicado, que o acervo do museu terá “recuperação plena”. “A Secretaria esclarece que todo o acervo do museu era virtual, por isso, sua recuperação plena será possível após a reconstrução do edifício, medida já anunciada pelo governador Geraldo Alckmin”, diz o texto, que também afirma que a obra será priorizada pela gestão estadual em parceria com entidades parceiras.

LEIA TAMBÉM:

Incêndio de grandes proporções atinge o Museu da Língua Portuguesa

Incêndio na Luz destrói parte de patrimônio histórico de São Paulo

Acervo do Museu da Língua Portuguesa terá recuperação plena, diz Secretaria da Cultura

A secretaria garantiu também que o museu atendia a todos os requisitos necessários para a segurança e a circulação de visitantes e funcionários e que os procedimentos de segurança eram verificados periodicamente. “Além disso, possui seguro contra incêndio da ordem de 45 milhões de reais.” Nesta segunda, o museu estava fechado, como acontece semanalmente, por isso não recebia visitantes na hora do incêndio.