Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Alunos da Uerj farão homenagem a Matheusa na quarta-feira

Estudante de Artes da universidade foi assassinada após ir a uma festa em favela do Rio de Janeiro para trabalhar

O Centro Acadêmico do Instituto de Artes (Caia), da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (Uerj), marcou para a próxima quarta-feira (9) uma cerimônia ecumênica em homenagem a Matheus Passareli Simões Vieira. Conhecida como Matheusa, ela foi, segundo seu irmão Gabriel Passareli, executada em uma favela da Zona Norte do Rio de Janeiro.

O evento da Uerj ocorrerá na capela da universidade a partir das 18h.

De acordo com o irmão, a Delegacia de Descoberta de Paradeiros (DDPA), da Polícia Civil, constatou a execução ao final das apurações sobre o caso. Matheusa havia se deslocado até o bairro do Encantado para fazer tatuagens em uma festa. De acordo com o irmão, ela desapareceu depois de sair do evento.

“A angústia se transformou no trabalho compartilhado de encontrar a pessoa que mais amei e acompanhei durante a vida. Infelizmente as últimas informações que chegaram até nós e até a instituição pública que está desenvolvendo o processo de investigação demonstram diferentes faces da crueldade a qual estamos submetidos”, escreveu Gabriel em uma rede social.

“Sobre seu corpo, também segundo informações colhidas pela DDPA, foi queimado e poucas são as possibilidades de encontrarmos alguma materialidade, além das milhares que a Matheusa deixou em vida e que muito servirão para que possamos resignificar a realidade brutal que estamos vivendo”, completou.

Comentários

Não é mais possível comentar nessa página.

  1. luis silviano marka

    Redação, gostaria de alertar sobre alguns erros de digitação na matéria, que trata sobre um rapaz chamado Matheus, mas em vários pontos há referências a ele empregando-se erroneamente artigos femininos. Favor corrigir. Grato!

    Curtir

  2. Fernando Mello

    Perfeito…um exemplo a ser seguido por nossos filhos…merece uma estátua em frente à Uerj, já dominada por essas aberrações.

    Curtir