Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia
#VirouViral Por Coluna Como surgem e se espalham os assuntos mais comentados da internet

Barrado na prova da CNH por causa de bermuda é salvo pela mãe

A foto impagável já foi compartilhada mais de 20 mil vezes no Facebook

Por André Siqueira Atualizado em 30 jul 2020, 20h34 - Publicado em 7 fev 2018, 16h01

Bruno Hatamoto foi barrado na prova prática para tirar CNH de moto por estar de bermuda, mas teve uma ideia inusitada para completar o percurso: pegou a calça legging emprestada de sua mãe, Eleni Hatamoto, que o acompanhava. Desde segunda-feira, 5,  Facebook, a publicação já foi compartilhada mais de 20 mil vezes. No Twitter, acumula cerca de 40 mil retweets.

O estudante de 18 anos que mora em Campinas publicou as fotos com as roupas trocadas logo após realizar a prova e ser aprovado sem nenhuma infração. Inicialmente, um amigo de Bruno cogitou lhe emprestar as calças, mas os exames seriam feitos no mesmo horário. Como alternativa, o jovem pensou em voltar para casa e se trocar. A ideia, no entanto, acabou ficando de lado porque o candidato poderia se atrasar, já que faltavam apenas 20 minutos para o início de seu exame. Sobrou para Eleni salvar o dia.

No carro, mãe e filho trocaram de roupa. ”Ela topou na hora, era nossa única alternativa”, diz ao #VirouViral. Esta foi a saída encontrada para que o aluno não tivesse que investir outro valor para refazer o exame. ”Já gastei mais de mil reais com a carta”, explica.

  • O que diz a lei

    manual do candidato do Detran-SP aponta para a obrigatoriedade de ”trajar-se adequadamente”. Segundo o documento, não é permitido usar saias, vestidos, shorts ou bermudas acima do joelho, regatas, roupas com decotes, bonés e óculos escuros.

    Para o estudante, essa obrigatoriedade é incoerente, já que durante as aulas os trajes não são pré-determinados. ”Não sei se isso ocorre em todos os lugares, mas na autoescola em que fiz, homens usavam bermudas, mulheres com sapatilhas fechadas. Não fui avisado da proibição”, aponta.

    Mesmo com o impasse, Bruno e sua família se dizem surpresos e contentes com a repercussão. ”Na verdade, tirei a foto para mostrar ao meu pai, mas acabei postando no Facebook também. Foi incrível, porque as curtidas foram crescendo hora após hora”, conta.

    Continua após a publicidade
    Publicidade