Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês
VEJA Gente Por Cleo Guimarães Notícias sobre as pessoas mais influentes do mundo do entretenimento, das artes e dos negócios

Ação pede liminar para suspender pedágios de caminhoneiros na quarentena

Caso envolve estradas estaduais e federais do estado de São Paulo

Por João Batista Jr. Atualizado em 20 abr 2020, 19h27 - Publicado em 20 abr 2020, 18h26

Um pedido de liminar movido por um caminhoneiro de Jundiaí pede que o Governo de São Paulo suspenda a cobrança de pedágios em estradas estaduais e federais que cortam o estado. A ação será julgada pela 1ª Vara de Fazenda Pública do Estado de São Paulo. O escritório do advogado Wanderlei de Lima é responsável pelo processo em nome de Milton Dalmazzo, motorista autônomo que faz fretes de produtos como frutas entre o interior e a capital. “Entramos com essa ação para representar todos os motoristas de caminhão neste momento de pandemia”, diz Lima. O advogado afirma que a classe está abandonada, sem nenhum tipo de benefício, enquanto exerce a função de transportar itens fundamentais, como comida às mesas da população.

O advogado argumenta no processo: “Primeiramente, importante lembrar que, desde o início da pandemia, a categoria dos caminhoneiros foi a única que, até a presente data, sequer foi mencionada em qualquer dos inúmeros decretos que foram publicados pelo governador João Doria, deixando à míngua uma categoria de trabalhadores tão essencialmente relevante, neste momento de crise que o Estado de São Paulo, assim como todos os demais do Brasil e do mundo, estão passando”.

Os caminhoneiros esperam que uma liminar seja analisada nesta semana. O efeito de suspender o pedágio teria efeito durante o período de isolamento social adotado pelo governo estadual como medida de diminuir o impacto do coronavírus.

Continua após a publicidade

Publicidade