Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Fecho de brinco é tarraxa ou tarracha?

tarraxa de brinco

“Quando nos referimos ao fecho dos brincos, o correto é tarraxa ou tarracha? É que nos dicionários só encontro tarraxa com o significado da rosca do parafuso e nunca como fecho de brincos. E na web, TODOS se referem a esses fechos como tarracha. Daí a dúvida.” (Maria Oliveira)

A palavra a que Maria se refere é tarraxa, grafada, segundo todos os dicionaristas, com xis. Tem acepções variadas, de “parafuso” e “rosca que prende o parafuso” a “cunha, cavilha, peça usada para apertar”. É o termo mais empregado para designar aquela pecinha que prende o brinco atrás da orelha, embora se encontre também, no Brasil, um sinônimo mais técnico: contrapino.

É verdade que a grafia “tarracha”, mesmo sem a abonação dos lexicógrafos, goza de grande popularidade, mas isso não quer dizer que todas as ocorrências na internet incorram em tal erro. Curiosamente, a flutuação de grafia tem raízes profundas, e durante algum tempo foi alimentada pelo fato de que ninguém tinha – como ainda não tem – muita certeza sobre a origem da palavra.

O Houaiss registra que, em fins do século XVIII, o influente dicionário de Antonio de Morais Silva optou por “tarracha”. Essa não foi, porém, a forma que vingou. O filólogo catalão Joan Corominas defendeu as grafias tarraja para o espanhol e tarraxa para o português, por acreditar que o vocábulo era oriundo do árabe tarraha, “aquilo que prende”, e que essa seria a transposição mais adequada. Em defesa de sua tese, foi buscar uma velha ocorrência de tarraxado no pioneiro dicionário de português de Rafael Bluteau, uma obra do início do século XVIII.

Para resumir, hoje não há dúvida: “tarraxa” é a única grafia aceita como correta. A popular “tarracha” vem a ser apenas um erro muito disseminado.

*

Envie sua dúvida sobre palavra, expressão, dito popular, gramática etc. Às segundas, quartas e quintas-feiras o colunista responde ao leitor na seção Consultório. E-mail: sobrepalavras@todoprosa.com.br

Comentários
Deixe um comentário

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

  1. Comentado por:

    Darazoom

    Lembrando ainda que antigamente, bem antigamente, a tal pecinha que prendia o brinco era de rosca e bem diferente da atual. Então essa pecinha (uma espécie de porca) era atarraxada.

    Curtir

  2. Comentado por:

    Renata

    Acho (ou “axo”?) que a tarracha deveria ficar com “ch” mesmo, já que ela arrocha.
    Mas já ouvi de mais de uma fonte que isso tudo vai acabar, porque parece que já uma comissão no Senado estudando uma NOVA reforma ortográfica em que serão abolidas diferenças entre “x” e “ch”, “ss” e “ç”, etc… consta que “pra simplificar”. No meu tempo isso se chamava “nivelar por baixo”. Aliás, de onde será que vem a expressão “novelar por baixo”?…

    Curtir