Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia
Rio Grande do Sul Por Veja correspondentes Política, negócios, urbanismo e outros temas e personagens gaúchos. Por Paula Sperb, de Porto Alegre

Sartori (MDB) e Leite (PSDB) ocuparão 2/3 do horário eleitoral

Candidatos nanicos terão menos de meio minuto na televisão

Por Paula Sperb Atualizado em 22 ago 2018, 13h18 - Publicado em 22 ago 2018, 11h21

Os tempos de televisão do horário eleitoral gratuito para os candidatos ao governo do Rio Grande do Sul estão definidos. O atual governador, José Ivo Sartori (MDB), que tenta quebrar o histórico gaúcho de não reeleger os chefes do Executivo, tem o maior tempo disponível. Ele contará com três minutos e 18 segundos – o tempo equivale a 37% dos nove minutos reservados aos candidatos a governador. A propaganda na televisão para o primeiro turno inicia em 31 de agosto e segue até 4 de outubro.

Depois de Sartori, o maior tempo de televisão é de Eduardo Leite (PSDB), com dois minutos e 45 segundos, o que equivale a 30% do tempo. Juntos, Sartori e Leite contarão com cerca de 2/3 do tempo.

Na sequência, Miguel Rossetto (PT) terá um minuto e 27 segundos (16%) e Jairo Jorge (PDT), 56 segundos (10%). Os menores tempos de exposição na propaganda gratuita ficaram para Roberto Robaina (PSOL), que terá 11 segundos (2%), Mateus Bandeira (Novo), que terá seis segundos (1%), e Paulo Medeiros (PCO) (1%), que também terá seis segundos. Os chamados “nanicos” somam menos de meio minuto de horário eleitoral gratuito.

  • Com o maior tempo de televisão, Sartori é também o preferido dos eleitores gaúchos segundo a primeira pesquisa Ibope realizada no estado para a eleição de outubro deste ano. Na pesquisa estimulada, o governador aparece com 19% da intenção de votos, mais que o dobro dos candidatos em segundo lugar. Sartori também é rejeitado pela maioria: 44% não votariam nele de jeito nenhum. Na avaliação do governo, apenas 1% acha ótima a gestão de Sartori (leia aqui).

    O Rio Grande do Sul tem 8,3 milhões de eleitores aptos a votar distribuídos em 497 municípios. Em relação às últimas eleições gerais, que aconteceram em 2014, o eleitorado do estado diminuiu em 37.301 pessoas.

    Candidatos

    Abaixo, veja entrevistas com os candidatos, publicadas em ordem alfabética. Paulo Medeiros (PCO) ainda não havia divulgado candidatura quando as entrevistas foram realizadas. A reportagem aguarda entrevista com José Ivo Sartori (MDB), que optou por não falar antes de confirmar seu nome na convenção do partido.

  • Siga VEJA Rio Grande do Sul no Twitter.

    Continua após a publicidade
    Publicidade