Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Exploração dos desgraçados – Defensores cercam rua, armam tenda e tentam, na prática, recriar a cracolândia com um grupo de viciados, que estão consumindo crack; uma das defensoras levava no bolso convite para churrasco no local

Nunca antes na história destepaiz, como diria aquele, na história de São Paulo e, quero crer, na história de qualquer outro país, aconteceu algo como o que está em curso, neste momento, na região conhecida como cracolândia. Defensores públicos, ACREDITEM, liderados por Carlos Weis, SIMPLESMENTE FECHARAM A RUA HELVETIA, que compõe o quadrilátero da morte, […]

Nunca antes na história destepaiz, como diria aquele, na história de São Paulo e, quero crer, na história de qualquer outro país, aconteceu algo como o que está em curso, neste momento, na região conhecida como cracolândia.

Defensores públicos, ACREDITEM, liderados por Carlos Weis, SIMPLESMENTE FECHARAM A RUA HELVETIA, que compõe o quadrilátero da morte, e, apoiados por viciados, impedem a ação da polícia. E o fazem, dizem eles, em nome do “direito de ir e vir”.

DO BOLSO DE UMA DAS DEFENSORAS, HÁ O TESTEMUNHO OCULAR DE ALGUÉM QUE ESTAVA LÁ, CAIU UM CONVITE PARA A TAL “CHURRASCADA” ANUNCIADA POR UM GRUPO QUE PEDE A LEGALIZAÇÃO DAS DROGAS.

Os defensores querem criar um confronto físico com a polícia. Atenção! Eles não têm o direito de fazer isso; essa ação não está entre as suas prerrogativas. Se a PM agir, sairão gritando aos quatro ventos que o Estado de São Paulo está reprimindo os defensores públicos. Pior: parte da imprensa vai vocalizar essa denúncia estúpida.

Qual é a conseqüência prática da ação dos defensores? Ora, eles estão simplesmente recriando a Cracolândia. Pergunto: vão impedir também o tráfico de drogas do local? Se os consumidores estão ali reunidos, a tarefa dos vendedores será facilitada. Os defensores revistarão todas as pessoas que por ali perambulam para saber se levam consigo a droga para vender? Não! Tanto é assim que, atenção, uma tenda foi armada na rua. Debaixo dela, neste momento, há uns 80 viciados consumindo a droga!

A ação dos defensores, ao recriar a cracolândia, condena os viciados à desgraça e, é forçoso admitir, facilita a vida dos traficantes.

Estamos diante de um acinte e de uma óbvia transgressão legal e constitucional. Um defensor não tem o direito de criar obstáculos à ação legal da polícia. Mais: isso que estão chamando de “direito de ir e vir” de traficantes e viciados, é evidente, corresponde à cassação do direito de ir e vir de quem não é nem traficante nem viciado.

É preciso deixar claro à população de São Paulo quem quer o quê na cracolândia. E, evidentemente, é preciso apelar à Justiça para que estes senhores sejam processados por abuso de poder.

Denuncie este escárnio!

A Defensoria se tornou o braço de um partido político, o PT, que comanda, de Brasília, a resistência à ação correta da polícia.

Atenção, governador Alckmin! Já que o senhor não pode convocar uma rede estadual de TV, reaja de maneira inusitada ao inusitado: vá à televisão, em anúncio pago se preciso, e denuncie a impostura e a violência promovidas neste momento em São Paulo. Converse com a população do seu estado. Eu tenho a certeza de que a esmagadora maioria apóia a democracia, a Constituição Estadual e a Constituição Federal. E não hesite em recorrer à Justiça para punir os que promovem a baderna e a crime.

Leitores, entrem na Rede da Legalidade!

Comentários
Deixe um comentário

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

  1. Comentado por:

    volmir

    reinaldo, este filme dos bandidos de toga interferirem no processo eleitoral já aconteceu no rio grande do sul. O governo Yeda do PSDB foi o melhor que o estado já teve. Mas a turma do contra liderada pelo (candidato) ministro da justiça Tarso Genro, Policia Federal, Ministério Público, RBS TV, chamados de eixo do mal, aprontaram tudo que foi denuncismo e com midia comprada (bancada pelo governo federal e estatais) altamente negativa conseguiram derrubar o melhor governo que este estado já teve. Reinaldo, abra logo os olhos dos paulistas, essa turma da Pirataria Petista joga pesado, voce sabe, Celso Daniel, Toninho do PT, mensalão-Lulla, Panamericano, Pallocci, Genuino, Batisti e tudo mais de podre que temos visto nessa era petista que envergonha o Brasil

    Curtir

  2. Comentado por:

    roberto

    Não consigo entender. Pq aqui no RJ a internação compulsória é uma realidade, ao menos para menores, e em SP não? Outra coisa: a retomada de territórios pelo Estado tem influência direta na redução de crimes, haja vista a redução do seguro de carro no RJ, uma das maiores do país, depois das UPPs, em que pesem todas as críticas. Acho que a PM e o gov de SP estão certos sim. Pode-se criticar excessos e erros, mas a idéia em si, de retomada, é um imperativo, como estão sendo as UPPs. Devem ser criticados pontos específicos, deve haver fiscalização da imprensa, o próprio colunista Reinaldo faz duras críticas às UPPs, mas reconhece a necessidade de retomada do espaço público por elas. Enfim, a idéia em si é tão obviamente correta que não dá para entender um órgão do estado de Sp ficar contra.Essa operação na cracolândia deveria ser feita na favela Paraisópolis tb, na periferia de Sp etc.

    Curtir

  3. Comentado por:

    Defensoria Pública de ALAGOAS

    Enquanto isso, a Defensoria Pública de Alagoas esforça-se para PROMOVER a internação involuntária e/ou compulsória de indivíduos consumidos pela dependência química, a fim de lhes permitir a desentoxicação. É justamente a Defensoria quem socorre as famílias arrasadas, as mães desesperadas, inclusive propiciando que o tratamento seja realizado em outros Estados, quando não há clínicas suficientes ou devidamente especializadas para cuidar dessas pessoas (através do TFD, tratamento fora do domicílio). Como pretender falar-se em exercício de liberdades constitucionais (como a de ir-e-vir) se, no caso, faltam vontade e consciência, ambas necessárias para tanto?

    Curtir

  4. Comentado por:

    MARIA MARTA CORREIA ARRUDA

    DEVE SER INSTALADO NAQUELA LOCALIDADE UM CENTRO DE RECUPERAÇÃO PARA DEPENDETES QUIMICOS.
    PROCURAR OS RESPONSAVÉIS PELO INDIVIDUO PARA APOIALO NA INTERNAÇÃO.AFINAL O APOIO DA FAMILÍA É ESSENCIAL MESMO QUE OS LACOS FAMILIARES ESTEJAM CORTADOS PELAS DROGAS.

    Curtir

  5. Comentado por:

    paolo

    nestas horas é que percebemos como o dinheiro dos impostos que pagamos é jogado na lata do lixo.trabalhar para o bem de todos não querem,ai ,que preguiça.

    Curtir

  6. Comentado por:

    Antonio Ribeiro Guimarães

    A maior autoridade do transito é da Polícia e o dever da Po-
    lícia, é de manter a sua atoridade no transito. Defender di-
    reitos,de ir e vir no transito público o seu lugar é na de-
    legacia e no forom. A Polícia tem o dever e a obrigação de
    recolher todos os desordeiros e seus defensores,inclusive
    políticos suspeitos que estiverem em seus meios, a delegacia ou ao foro de Justça.

    Curtir