Clique e assine a partir de 8,90/mês
Reinaldo Azevedo Por Blog Blog do jornalista Reinaldo Azevedo: política, governo, PT, imprensa e cultura

“Mercadante”, a melhor rima para “desastre ambulante”. É impressionante!!! Ô rima sem solução!!!

“Mercadante” rima com “desastre ambulante”. A capacidade que tem este senhor de colher resultados contraproducentes é um troço espantoso! Infelizmente para ela, Dilma não ouve conselhos dos seus críticos, só de seus aliados. Se lesse Santo Agostinho, saberia que é melhor a crítica que corrige do que o elogio que corrompe — “corromper”, nesse caso, […]

Por Reinaldo Azevedo - Atualizado em 31 jul 2020, 02h39 - Publicado em 13 nov 2014, 15h58

“Mercadante” rima com “desastre ambulante”. A capacidade que tem este senhor de colher resultados contraproducentes é um troço espantoso!

Infelizmente para ela, Dilma não ouve conselhos dos seus críticos, só de seus aliados. Se lesse Santo Agostinho, saberia que é melhor a crítica que corrige do que o elogio que corrompe — “corromper”, nesse caso, em sentido mais elevado do que o corriqueiro no Brasil.

Mais do que anunciar quem vai ser ministro, a presidente precisaria anunciar quem não vai ser. Vejam o caso de Guido Mantega: convenham, até houve certa pacificação. Se, amanhã, a governanta chegasse e dissesse, por exemplo, que Gilberto Carvalho e Aloizio Mercadante serão enviados para embaixadas em “países ignotos”, como se escrevia antigamente, o clima melhoraria sobremaneira. Tenho sugestões para isso também, hehe…

Qual é o busílis com Mercadante? Ele não tem a menor noção de tudo aquilo que não sabe. É um perigo público! Se lhe pedirem que dê aula de búlgaro antigo, ele dá. E não porque seja um picareta deliberado. Mas porque ele será o primeiro a se convencer de que sabe búlgaro antigo.

Como ele virou um homem forte de Dilma? Acho que nem Deus sabe. Eles têm algo em comum. Estão sempre meio enfezadinhos, passando a impressão de que pensaram horas a fio sobre o inédito, o que acaba intimidando os timoratos. E são também meio truculentos.

Mercadante teve a ideia estúpida de, em meados de novembro, articular a demissão coletiva de ministros quando a presidente não tem ainda quem nomear porque a base está, no momento, em desalinho. É de uma estupidez portentosa!

Com o poder que tem o Executivo no Brasil, é preciso ser muito xucro em política para fazer uma porcaria dessas, Santo Deus! Cria o que está criado: uma sensação de vazio, de fim de festa, de copinhos de plástico tombados sobre toalhas com manchas de gordura; de resto de cerveja quente onde alguém deixou uma guimba. E ele é chefe da Casa Civil, candidato a Rasputin do segundo mandato. Pior: a exemplo da chefe, ele também tem a ambição de saber economia. Corrijo: ele acredita saber tudo de economia.

Não havia a menor possibilidade de aquela ideia estúpida dar certo. E, como é evidente, não deu. Lula é supinamente ignorante sobre quase tudo, mas sempre foi notavelmente inteligente, especialmente em política. Que pasta ministerial mesmo Mercadante ocupou nos oito anos de mandato do Apedeuta? Nenhuma, né? Lula é ignorante, mas não é burro.

Siga um bom conselho, presidente, de quem não pretende corrompê-la: diga já quem não será ministro. A senhora vai ver como as nuvens ao menos se aclaram…

Continua após a publicidade
Publicidade