Clique e Assine a partir de R$ 7,90/mês
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Gustavo Maia, Laísa Dall'Agnol e Lucas Vettorazzo. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Promessas do momento

Assim que acabar o dia na cadeira da Presidência da República, Henrique Eduardo Alves voltará a tomar conta da lojinha. Na Câmara, o pepino da hora é a arrastada tramitação do Marco Civil da Internet, que está trancando a pauta. Enquanto isso, o projeto que libera biografias não-autorizadas e outros tão ou mais importantes continuarão […]

Por Da Redação Atualizado em 31 jul 2020, 05h01 - Publicado em 11 nov 2013, 17h29
Mutirão à vista?

Mutirão à vista?

Assim que acabar o dia na cadeira da Presidência da República, Henrique Eduardo Alves voltará a tomar conta da lojinha. Na Câmara, o pepino da hora é a arrastada tramitação do Marco Civil da Internet, que está trancando a pauta.

Enquanto isso, o projeto que libera biografias não-autorizadas e outros tão ou mais importantes continuarão à espera de espaço na fila do Plenário.

Do Palácio do Planalto, Henrique Alves já faz planos para o fim de ano, a começar por esta semana: pôr o Marco Civil em votação, com ou sem consenso, e mais à frente botar a turma para trabalhar em esquema de esforço concentrado.

Pelo menos essas são as promessas do dia, mas cumprir, como se sabe, serão outros quinhentos. Planeja Henrique Alves:

– Faremos um mutirão na semana do dia 6, com sessões extraordinárias às segundas e quintas. Amanhã, conversarei com os líderes para ver como faremos. E quero pautar o Marco Civil da Internet rapidamente. Se não tiver acordo, que vá para o voto. Essa é a Casa do voto, não do consenso. Não existe nas semanas finais do ano a Casa acumular tantos projetos importantes, como o das biografias, por exemplo.

Agora falta combinar com Eduardo Cunha e os outros líderes.

Continua após a publicidade

Publicidade