Clique e assine com 88% de desconto
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Evandro Éboli, Mariana Muniz e Pedro Carvalho. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Presos, deputados mantém vagas na Alerj

Nada muda

Por Ernesto Neves - Atualizado em 21 jan 2019, 20h09 - Publicado em 21 jan 2019, 18h29

Mesmo presos sob acusação de corrupção passiva e organização criminosa, cinco deputados mantiveram as vagas para carro na Assembleia Legislativa do Rio em 2019.

André Corrêa (DEM), Marcus Vinicius Neskau (PTB), Marcos Abrahão (Avante), Luiz Martins (PDT) e Chiquinho da Mangueira (PSC) aparecem no mapeamento da garagem da Alerj.

Chiquinho, inclusive, tem a sua bem ao lado do presidente da casa, André Ceciliano.

Reeleitos, esses parlamentares foram alvos da Operação Furna da Onça.

Publicidade

Segundo o MPF, eles recebiam um mensalinho para aprovar projetos do governo.

Publicidade