Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Sargentos das Forças Armadas reagem a projeto que beneficia generais

Sargentos criticam disparates em gratificações, como o criado Adicional de Disponibilidade Militar

Circula no Congresso uma nota técnica em defesa dos praças das Forças Armadas. Ou graduados. O texto fala das disparidades previstas no projeto de reestruturação das carreiras militares, enviado pelo governo, mas elaborado pelos ministérios da Defesa e da Economia.

O texto lembra que os oficiais têm no mínimo seis promoções, contra três, no máximo, dos sargentos.  O projeto do governo inventou o Adicional de Disponibilidade Militar, com o conceito de que o militar está permanentemente à disposição da sociedade 24 horas por dia. E, por isso, merece receber um aumento, além dos penduricalhos já previstos.

A tabela com percentuais desse adicional, que incide sobre o soldo – que é uma parte do vencimento de um militar -, é desigual.  Entre os oficiais, varia de 26% a um tenente-coronel até 41% aos generais. Para os graduados, vai de 5% a 20%.

“Fica evidente que o projeto precisa sofrer ajustes, para corrigir imperfeições e evitar que injustiças com a carreira dos graduados das Forças Armadas, que não foram convidados a opinar sobre a proposta” – diz o texto entregue a deputados e senadores.

Em nota, o Ministério da Defesa informou que o projeto reestrutura o Sistema de Proteção Social dos Militares é resultado de longo e complexo estudo desde 2016. O foco é na meritocracia e experiência. Diz que o objetivo é valorizar a carreira e não a remuneração. Sobre o adicional de disponibilidade, o ministério afirma que é merecido porque os militares não fazem jus a vários direitos remuneratórios, o que gera economia de 24 bilhões de reais. Segundo a nota, o percentual para os graduados mais elevada chega a 32%, não apenas a 20%. Assim, diz, se equipara a um coronel, não havendo disparidade.

Comentários
Deixe um comentário

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

  1. NILSON R OLIVEIRA

    A história se repete como farsa. Em 2001, com a edição da MP 2215, foi assim. Esse PL do Bolsonaro é a MP 2215 2.0 (dois ponto zero), onde dobram a aposta.

    Curtir