Clique e assine a partir de 9,90/mês
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Evandro Éboli, Mariana Muniz e Manoel Schlindwein. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

O plano da AGU para evitar fim da prisão em segunda instância

André Mendonça pretende visitar os gabinetes dos onze ministros até esta quinta

Por Laryssa Borges - 16 out 2019, 06h01

Chefe da Advocacia-Geral da União, André Mendonça traçou um plano para tentar convencer os ministros do Supremo Tribunal Federal a manterem a regra que permite a prisão de criminosos após condenação em segunda instância.

Mendonça inventariou alguns dos mais violentos casos de criminosos – estupradores e assassinos, por exemplo — condenados em segunda instância que poderão ser beneficiados pela decisão do STF.

Mendonça quer, com isso, passar a mensagem de que o Supremo não pode olhar apenas para os casos da Lava-Jato, os chamados crimes do colarinho branco. É preciso lembrar da criminalidade comum.

Publicidade