Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Gustavo Maia, Laísa Dall'Agnol e Lucas Vettorazzo. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

O “fim horroroso”

Funcionária de carreira da Petrobras, onde foi de estagiária a presidente, Graça Foster teve um fim de gestão melancólico à frente da petroleira. Demitida pela amiga Dilma Rousseff depois de alguns pedidos para deixar o cargo, Graça pôde colocar em prática, enfim, uma frase bastante usada por ela desde o início da crise (leia mais […]

Por Da Redação Atualizado em 31 jul 2020, 02h10 - Publicado em 6 fev 2015, 10h23
De saída

De saída

Funcionária de carreira da Petrobras, onde foi de estagiária a presidente, Graça Foster teve um fim de gestão melancólico à frente da petroleira. Demitida pela amiga Dilma Rousseff depois de alguns pedidos para deixar o cargo, Graça pôde colocar em prática, enfim, uma frase bastante usada por ela desde o início da crise (leia mais aqui):

– Melhor um fim horroroso do que um horror sem fim.

Publicidade