Clique e assine com até 92% de desconto
Radar Por Gabriel Mascarenhas (interino) Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Evandro Éboli, Mariana Muniz e Manoel Schlindwein. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Bolsonaro já conhecia documento que originou discórdia com Mourão

Um dos itens previa expropriação de propriedades em casos de crimes ambientais

Por Gabriel Mascarenhas Atualizado em 19 nov 2020, 20h47 - Publicado em 20 nov 2020, 06h01

Jair Bolsonaro espinafrou a proposta do Conselho Nacional da Amazônia, comandado por Hamilton Mourão, de expropriar as terras de quem cometer crimes ambientais. A queixaria presidencial veio quando a imprensa publicou o documento.

Bolsonaro só não contou que poderia ter matado o problema na origem: o próprio Mourão já havia apresentado o estudo ao chefe, dias antes. O item da expropriação, entretanto, passou batido por ambos.

Desconfiado, o vice-presidente tem certeza absoluta de que Bolsonaro manda os ministros do Conselho desobedecerem
algumas das suas ordens.

Publicidade