Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Gustavo Maia, Laísa Dall'Agnol e Lucas Vettorazzo. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Ministros de Bolsonaro quase saem no braço no Planalto — um será demitido

Radar revelou que o ministro do Turismo havia cobrado o ministro Luiz Eduardo Ramos sobre conspirações para tomar o seu cargo

Por Robson Bonin Atualizado em 9 dez 2020, 14h54 - Publicado em 9 dez 2020, 14h42

Depois de o Radar revelar nesta terça que o ministro do Turismo, Marcelo Álvaro Antônio tinha ido para cima do ministro da Secretaria de Governo, Luiz Eduardo Ramos, num grupo de WhatsApp dos auxiliares do governo, a coisa ainda ficou mais quente.

Álvaro Antônio, que acusava Ramos de negociar seu cargo com os partidos do centrão no Congresso, acabou encontrando o desafeto na entrada do gabinete de Jair Bolsonaro, no terceiro andar do palácio, nesta quarta.

Os dois começaram a discutir, o entrevero evoluiu rapidamente para os berros e os dois quase saíram no braço, segundo testemunhas revelaram ao Radar.

O ministro foi conversar com Bolsonaro sobre a crise aberta pela nota do Radar sobre a cobrança a Ramos. Fontes do Planalto confirmaram ao Radar que o ministro do Turismo será demitido pelo presidente. Na pasta, porém, os auxiliares de Álvaro Antônio ainda não foram oficialmente informados.

Continua após a publicidade
Publicidade