Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Gustavo Maia, Laísa Dall'Agnol e Lucas Vettorazzo. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Mais cargos, mas sem meritocracia

Não contentes em aprovar em caráter conclusivo a criação de 1 124 cargos para o INSS, os integrantes da base governista alocados na CCJ do Senado derrubaram emenda apresentara por Alvaro Dias que tentava evitar nomeações não baseadas na meritocracia. A emenda pedia a revogação do trecho de portaria do Ministério da Previdência de 2003 […]

Por Da Redação Atualizado em 31 jul 2020, 12h39 - Publicado em 2 mar 2011, 22h51

Não contentes em aprovar em caráter conclusivo a criação de 1 124 cargos para o INSS, os integrantes da base governista alocados na CCJ do Senado derrubaram emenda apresentara por Alvaro Dias que tentava evitar nomeações não baseadas na meritocracia.

A emenda pedia a revogação do trecho de portaria do Ministério da Previdência de 2003 assinada por Ricardo Berzoini que classificava como um dos conceitos de experiência profissional exigida para ser indicado a um cargo em comissão do INSS a participação da diretoria de entidades associativas, comunitárias, sociais e ONGs.

Publicidade