Clique e assine a partir de 9,90/mês
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Evandro Éboli, Mariana Muniz e Manoel Schlindwein. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Justiça suspende processos disciplinares do PSL contra bolsonaristas

Juiz atendeu a pedido feito por 20 deputados do PSL que podem ser punidos pelo partido

Por Mariana Muniz - 22 Oct 2019, 13h28

O Tribunal de Justiça do Distrito Federal e Territórios (TJDFT) atendeu a um pedido de deputados da ala bolsonarista do PSL e deu uma liminar suspendendo todos os processos disciplinares abertos pelo partido contra eles.

A decisão do juiz Alex Costa de Oliveira, da 6ª Vara Cível de Brasília, também suspende a reunião do partido marcada para a tarde desta terça-feira para tratar de eventual punição aos parlamentares.

A ação foi apresentada por 20 deputados, entre eles Eduardo Bolsonaro, novo líder do partido na Câmara, e nomes como Carla Zambelli, Bibo Nunes e Bia Kicis.

“Ante o exposto, com o apoio no art. 305 do CPC e com base em cognição sumária, DEFIRO A TUTELA CAUTELAR ANTECEDENTE, prevista no pedido letra “a”, para determinar que sejam suspensos todos os processos disciplinares instaurados em desfavor dos requerentes pelo partido réu, PSL,
até o julgamento desta ação cautelar, quando será avaliada, principalmente, a alegação de que as notificações estavam desacompanhadas do inteiro teor da representação”, decidiu o magistrado.

 

Continua após a publicidade

 

Continua após a publicidade

 

Continua após a publicidade
Publicidade