Clique e assine com até 92% de desconto
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Evandro Éboli, Mariana Muniz e Manoel Schlindwein. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Justiça caça candidatura da mãe do presidente do PROS

Dona Cida foi condenada por irregularidades em 2018 e tornou-se inelegível

Por Hugo Marques Atualizado em 26 out 2020, 18h37 - Publicado em 26 out 2020, 18h24

A Justiça Eleitoral indeferiu o pedido de registro de candidatura de Maria Aparecida dos Santos, a Dona Cida, para concorrer ao cargo de prefeita de Planaltina de Goiás (GO). Ela é mãe do presidente do PROS, Eurípedes Júnior.

Na sentença, a juíza Jordana Pinheiro lembra que Maria Aparecida foi candidata a um posto na Câmara dos Deputados nas eleições de 2018 e “praticou diversas irregularidades”, sendo condenada em uma representação eleitoral.

Dona Cida se candidatou ao comando do município goiano pelo mesmo partido do filho, o PROS. A juíza diz que a candidata não demonstrou a existência de efeito suspensivo nos recursos interpostos nas instâncias superiores, razão pela qual a condenação “atrai a inelegibilidade”.

Publicidade