Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Gustavo Maia, Laísa Dall'Agnol e Lucas Vettorazzo. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Ida de Beto Richa para o Senado muda cenário no Paraná

Mudou tudo

Por Pedro Carvalho 28 mar 2018, 07h27

Beto Richa já renunciou ao governo do Paraná para concorrer ao Senado. Mas quem não gostou nada disso é o ministro da Saúde Ricardo Barros, deputado federal licenciado, que também mirava uma cadeira de senador.

Isso porque, pela lei eleitoral, parentes de 1º grau ficam inelegíveis, exceto se estiverem no mandato e disputarem a reeleição.

Quem assumiu o governo do Paraná é Cida Borghetti, esposa de Ricardo Barros.

O plano da família era que o ministro disputasse o Senado e a filha, Ana Vitória, tentasse uma cadeira na Câmara dos Deputados.

Agora, ou ela não lança candidatura ou a família Barros irá disputar três reeleições: ela para o governo, o ministro para deputado federal e a filha como deputada estadual.

 

Continua após a publicidade
Publicidade