Clique e Assine a partir de R$ 7,90/mês
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Gustavo Maia, Laísa Dall'Agnol e Lucas Vettorazzo. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Eterno 3 x 2: um dos assuntos do momento no STF

Como a dança das cadeiras na Corte pode afetar a composição da Segunda Turma, que julga a Lava-Jato

Por Robson Bonin Atualizado em 4 set 2020, 17h42 - Publicado em 7 set 2020, 16h30

Um dos assuntos do momento no Supremo Tribunal Federal — que muda de comando esta semana — é a possibilidade de Dias Toffoli migrar para a Segunda Turma, onde são julgados os casos da Lava-Jato.

Com a ida de Luiz Fux para a presidência, Toffoli irá integrar, naturalmente, a Primeira Turma. Mas a iminente aposentadoria do decano Celso de Mello abre uma vaga no colegiado vizinho.

A transferência é uma possibilidade real e não é inédita. Em 2017, após a morte de Teori Zavascki, o ministro Edson Fachin passou da Primeira para a Segunda Turma.

Em tempo: o movimento deixaria de fora da Lava-Jato o futuro novo ministro do STF, o primeiro indicado por Jair Bolsonaro.

Continua após a publicidade

Publicidade