Clique e assine a partir de 9,90/mês
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Evandro Éboli, Mariana Muniz e Manoel Schlindwein. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Depois de pregar união, Bolsonaro posta vídeo com ataque a governadores

Presidente fez um pronunciamento na noite desta terça em que deu sinais de que poderia liderar uma frente de combate ao coronavírus

Por Robson Bonin - Atualizado em 1 abr 2020, 12h57 - Publicado em 1 abr 2020, 08h09

Era só conversa. Jair Bolsonaro foi à TV na noite desta terça-feira pedir união e um pacto em defesa da vida com o Judiciário, o Legislativo, além de governadores e prefeitos. Parecia que o presidente finalmente havia recolhido as armas e decidido liderar uma frente de combate ao coronavírus. Parecia. Há pouco, ele voltou a atacar governadores ao postar um vídeo fake nas redes. A postagem foi prontamente desmentida e o presidente já apagou, ma veja que história.

No vídeo, um homem que diz estar na desabastecida central de distribuição de alimentos de Belo Horizonte, segue a cartilha de terror do gabinete do ódio nessa pandemia para falar que não é só o coronavírus que mata, “fome, desespero, caos também mata”. A Rádio CBN mostrou há pouco o lugar tomado de produtos. É mais uma fake news o vídeo compartilhado por Bolsonaro.

Ele repete a estratégia dos filhos de Bolsonaro, desmentida ontem por Sergio Moro, que falam em caos social por causa do isolamento social imposto nas cidades contra a pandemia. Segundo a narrativa do gabinete do ódio, destacada pelo homem no vídeo, haverá uma “quebradeira geral” por causa do fechamento das cidades e aí virá o “desespero em massa”.

Para fechar a receita bolsonarista, o homem lembra quem assiste que “a culpa disso aqui é dos governadores, porque o presidente da República está brigando insistentemente para que haja uma paralisação responsável” e lamenta que os “governadores querem ganhar nome e projeção política à custa do sofrimento da população”.

Continua após a publicidade

Publicidade