Clique e assine a partir de 9,90/mês
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Evandro Éboli, Mariana Muniz e Manoel Schlindwein. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Deltan vai mesmo ser retirado do comando da Lava-Jato — entenda

Procurador será punido, mas não ficará na chuva

Por Robson Bonin - Atualizado em 11 out 2019, 13h31 - Publicado em 11 out 2019, 06h01

Deltan Dallagnol será mesmo retirado do comando da Operação Lava-Jato. O Conselho Nacional do Ministério Público topou fazer o serviço encomendado por uma ala de senadores e ministros do STF.

Pelo plano, deflagrado com a apresentação de representação pela senadora Kátia Abreu, Deltan será punido, mas não ficará na chuva.

O procurador-geral da República Augusto Aras estuda convidá-lo a chefiar uma força-tarefa de combate ao narcotráfico — bem longe de Curitiba.

A ideia inicial era tentar levar Deltan para Brasília, onde ele atuaria na própria PGR. Mas os defensores dessa saída foram logo convencidos pelos adversários de Deltan de que sua presença poderia causar problemas com o STF.

Continua após a publicidade
Publicidade