Clique e Assine a partir de R$ 7,90/mês
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Gustavo Maia, Laísa Dall'Agnol e Lucas Vettorazzo. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Carlos Bolsonaro quer denunciar presidente da CPI por prevaricação

Vereador acusa Omar Aziz de ter se omitido em suposto vazamento de dados sigilosos por parte de Renan Calheiros

Por Laísa Dall'Agnol Atualizado em 20 out 2021, 15h29 - Publicado em 20 out 2021, 15h20

O vereador Carlos Bolsonaro (Republicanos-RJ) anunciou nesta quarta-feira que vai apresentar denúncia de prevaricação contra o senador Omar Aziz (PSD-AM), presidente da CPI da Pandemia.

De acordo com o filho “Zero 2” de Bolsonaro, o senador não tomou providências em relação a suposto crime de vazamento de dados cometido “em tese” por Renan Calheiros. As informações, diz Carlos, seriam do inquérito sigiloso referente aos atos antidemocráticos.

“Apesar de oficiado por meus advogados e tomado ciência, o senador Omar Aziz, que é investido de poderes para oficiar MP, MPF, entre outras autoridades, nada fez”, publicou em suas redes.

Os três filhos mais velhos de Bolsonaro foram incluídos no relatório final da CPI da Pandemia, apresentado nesta quarta. O parecer propõe o indiciamento de Carlos, do senador Flávio Bolsonaro e do deputado Eduardo Bolsonaro por incitação ao crime — a infração também foi imputada ao presidente Jair Bolsonaro, que deverá responder, ainda, por mais oito crimes.

Continua após a publicidade

Publicidade