Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Gustavo Maia, Laísa Dall'Agnol e Lucas Vettorazzo. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Bolsonaro promete divulgar vídeo com ministros defendendo cloroquina

Segundo o presidente, os subordinados que tomaram o remédio contra a Covid-19 vão dizer "eu tomei"

Por Gustavo Maia 8 Maio 2021, 14h54

Dois dias depois de o ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, fugir de perguntas sobre o uso da hidroxicloroquina contra a Covid-19 durante depoimento na CPI da Pandemia do Senado, o presidente Jair Bolsonaro dobrou a aposta no remédio, que é comprovadamente ineficaz contra a doença.

Em conversa com apoiadores no Palácio da Alvorada na manhã deste sábado, transmitida ao vivo na sua página do Facebook, ele prometeu divulgar um vídeo nesta semana em que seus ministros farão a defesa do remédio e dirão que o tomaram contra o novo coronavírus.

Depois de reforçar seus ataques aos governadores que adotaram medidas de restrição contra a pandemia, Bolsonaro comentou que “a CPI tá um vexame, só se fala em cloroquina”. “Mas o cara que é contra, não dá alternativa. Eu tenho certeza que alguém aqui tomou hidroxicloroquina aqui. Alguém tomou?”, questionou. A maioria dos simpatizantes levantou a mão e confirmou.

“Ontem [sexta-feira], retornando de Rondônia, no avião tinha alguns ministros, a gente vai fazer um vídeo na semana, dos 22 ministros todos aqueles que tomaram hidroxicloroquina vão falar ‘eu tomei’. É a alternativa no momento “Ah, não tem comprovação científica. Mas não tem cientificamente dizendo o contrário também”, declarou o presidente.

Resta saber se Queiroga, que tanto evitou o tema na CPI, vai se dobrar aos caprichos do chefe.

Continua após a publicidade
Publicidade