Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Gustavo Maia, Laísa Dall'Agnol e Lucas Vettorazzo. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

“Bolsonaro atua como presidente de corporações”, diz Marcelo Ramos

Presidente da comissão da Reforma da Previdência criticou ao Radar o apoio público do presidente aos policiais na reforma

Por Evandro Éboli Atualizado em 30 jul 2020, 19h36 - Publicado em 4 jul 2019, 13h53

O presidente da comissão da Reforma da Previdência, deputado Marcelo Ramos (PR-AM), criticou o apoio do presidente Jair Bolsonaro às reivindicações dos policiais, que pedem regras menos rígidas para aposentadoria da categoria.

Em conversa com Radar, Ramos disse que Bolsonaro atua como presidente de corporação nesse momento, mas que os deputados vão derrotar destaque que privilegia os policiais e outras carreiras da segurança pública.

“O presidente da República não se comporta a altura do cargo. Ele não pode ser presidente de uma corporação. Atuar dessa forma. Ele precisa ter coragem para ficar ao lado do país, e não de um segmento específico. Mas o Congresso Nacional vai mostrar ter mais responsabilidade com o ajuste fiscal que ele” – disse Marcelo Ramos.

 

 

Continua após a publicidade
Publicidade