Clique e assine com 88% de desconto
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Evandro Éboli, Mariana Muniz e Pedro Carvalho. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Assessora de Marielle: “prisão é grande avanço para chegar ao mandante”

Jornalista Fernanda Chaves, que estava ao lado da vereadora no atentado, fala pela primeira vez sobre prisão dos suspeitos

Por Evandro Éboli - Atualizado em 12 mar 2019, 14h12 - Publicado em 12 mar 2019, 09h19

A jornalista Fernanda Chaves, que estava no carro ao lado de Marielle Franco quando a vereadora foi assassinada, conversou com o Radar sobre a prisão dos dois principais suspeitos da morte da parlamentar do PSOL e do motorista Anderson Gomes. Para ela, essas prisões são fundamentais para levar a prisão do mandante, ou dos mandantes.

“É um grande avanço, um grande e importante passo fundamental para que a gente chegue finalmente em quem foram os mandantes, ou o mandante, desse assassinato. Essas prisões de hoje são importantes também nesse aspecto. Até porque foram apreendidos muitos materiais e equipamentos que acho que podem ser fundamentais para se chegar ao mandante. Para saber quem mandou matar Marielle por quê. Definitivamente, foi um grande passo. E a gente segue se perguntando: quem mandou matar Marielle?”

Fernanda e Monica Benicio, que foi companheira de Marielle, embarcam hoje para os Estados Unidos, onde participam de três dias de homenagem que será feita a vereadora na Universidade de Princeton. O evento é organizado pela escritora e ativista Angela Davis, que era a principal referência de Marielle.

Publicidade