Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Gustavo Maia e Mariana Muniz. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

A primeira baixa na equipe de Mandetta na Saúde

Clima de despedida no Ministério da Saúde já provoca o primeiro pedido de demissão

Por Robson Bonin Atualizado em 15 abr 2020, 12h24 - Publicado em 15 abr 2020, 12h03

Wanderson Oliveira, secretário de Vigilância e Saúde da pasta de Luiz Henrique Mandetta, pediu demissão há pouco. É a primeira baixa da equipe do ministro que deve ser demitido por Jair Bolsonaro nesta semana.

Mais cedo, um integrante da equipe de Mandetta resumiu o clima na pasta. “Será mais um dia drenado pela agenda de intrigas do governo e, infelizmente, perdido na luta contra o coronavírus”, disse um interlocutor do ministro.

Como o Radar mostrou ontem, Bolsonaro já procura um nome para o lugar de Mandetta.

///Reprodução

Oliveira era uma das caras conhecidas da equipe de Mandetta nas coletivas do coronavírus. Em 3 de abril, o Radar mostrou como a quantidade de horas trabalhadas no front da pandemia já cobrava um preço pessoal do secretário.

Oliveira participava diariamente das longas explanações do ministério e era quem se responsabilizava por divulgar os números da pandemia no Brasil.

 

ASSINE VEJA

O vírus da razão O coronavírus fura a bolha de poder inflada à base de radicalismo. Leia também: os relatos de médicos contaminados e a polêmica da cloroquina
Clique e Assine

 

Continua após a publicidade
Publicidade