Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

10 maneiras de tornar sua experiência no aeroporto menos estressante

Poucas coisas me deixam mais estressada do que ter pouco tempo no aeroporto para fazer as coisas com tranquilidade. Sabe aquela correria de lá pra cá, documentos nas mãos, cinto pendurado no pescoço depois de passar no raio-x, ser a última pessoa a embarcar no avião, ofegante e ainda sentar lá na fileira 47 suando? […]

airport-0

Poucas coisas me deixam mais estressada do que ter pouco tempo no aeroporto para fazer as coisas com tranquilidade. Sabe aquela correria de lá pra cá, documentos nas mãos, cinto pendurado no pescoço depois de passar no raio-x, ser a última pessoa a embarcar no avião, ofegante e ainda sentar lá na fileira 47 suando? Não, definitivamente não é pra mim.

Em geral o processo todo no aeroporto já é um pouco estressante. Horários, documentos, coisas a fazer antes de embarcar… Quando o tempo fica apertado então… aí vira um drama.

Sou do tipo de pessoa que prefere chegar antes, fazer meu check-in com calma, passear pelo Duty Free e ainda ter tempo de tomar uma taça de vinho e ligar o computador para responder aqueles e-mails atrasados antes de entrar no avião.

Para evitar que sua passagem pelo aeroporto seja mais estressante que o necessário, juntei várias dicas que podem te ajudar a ter uma experiência mais agradável na sua próxima viagem. E você, tem algum outro segredinho que usa antes de embarcar?

airport-20

1. Faça seu check-in online

A esta altura vocês já perceberam que eu sou a louca do check-in online. E sou mesmo. E acho que todo mundo deveria ser, hahaha. Vamos às vantagens… você escolhe seu próprio lugar sem ter que depender do bom (ou mau) humor do funcionário no balcão, você já pode imprimir seu cartão de embarque ou salvar no celular (para a maioria dos voos), você pode pegar a fila só para despachar bagagem (que em geral é menor que as outras), você não precisa chegar com tanta antecedência no aeroporto, entre outras. Hoje em dia a maioria absoluta das empresas aéreas tem serviço de check-in online. Algumas só deixam você fazer com 24 horas antes do seu voo, mas muitas deixam até com três dias. Outras oferecem até a possibilidade de deixar seu check-in online programado e você já recebe o boarding pass no email. E aí, se convenceu?

2. Faça um checklist de documentos

Pode ser na cabeça, mas eu sempre prefiro no papel. Perca alguns minutos e veja se está com tudo o que vai precisar no aeroporto para embarcar: passagem ou cartão de embarque, passaporte, visto, vouchers de hotel/carro, carteira de vacinação se for o caso, carteira de motorista, cartão de crédito, dinheiro. Eu gosto também de fazer de outras coisas, como celular, carregador, computador, adaptador, máquina fotográfica, etc. É um tempinho que você perde mas que pode evitar muita dor de cabeça na viagem. É legal também deixar os documentos juntos, em uma pastinha ou envelope, e na ordem que você vai precisar deles. Não sou a pessoa mais organizada do mundo, mas quando vou viajar sou super certinha e isso me faz ganhar bastante tempo no aeroporto.

3. Pese suas malas

Se não der para pesar, pelo menos tenha uma noção do peso que você está levando, não apenas na mala que vai despachar como na mala de mão também. As companhias aéreas estão cada vez mais rígidas com isso e ninguém quer perder tempo tendo que desmembrar aquela mala gigante em duas na fila do check-in ou ter que pagar excesso de bagagem sem necessidade, né?

airport-38

4. Estude seu aeroporto

Vai precisar trabalhar antes de embarcar? Procure na internet se há wifi de graça no aeroporto que você vai usar. Vai precisar usar um locker por alguns dias? Descubra antes. Está atrás daquela bolsa incrível que no Duty Free é mais barato? Fuce antes para saber se tem. Já imprimiu o boarding pass com o número do portão de embarque? Então entre no site do aeroporto e descubra se você vai ter que andar muito, se há um café por perto. Enfim, estude antes e chegue já tendo uma noção do lugar. Eu, como amo qualquer tipo de mapa, sempre abro as revistas de bordo e fico estudando os dos aeroportos. Isso é especialmente importante quando você tem uma conexão curta e precisa saber para onde ir. Pergunte ao comissário onde vai descer e veja como chegar ao seu próximo portão. Esses mapinhas já me salvaram muitas vezes.

5. Baixe aplicativos que possam te ajudar

Seja o da companhia aérea que você vai voar, da locadora de carro, daquele que mostra as salas VIP nas redondezas ou até outros que irão ajudar na hora de se entreter, gaste uns minutinhos para atualizar seu celular ou tablet. Aproveite o wifi de casa para fazer isso para não ter que depender do do aeroporto, que muitas vezes é pago, ou lerdo ou tem limite de tempo. Aliás, me disseram que se você atrasar o relógio do seu computador antes de o limite chegar você consegue “enganar” o wifi e ganhar mais tempo. Nunca testei, alguém sabe se é verdade?

6. Escolha a roupa certa

Já falei sobre isso em outro post (esse aqui), mas além da roupa adequada pro avião, é bom estar também com a roupa adequada pro aeroporto. Calma, eu explico! Pra que colocar aquele mundo de colares que vão apitar no detector de metais? E aquela bota de tachinhas metálicas? Melhor despachar na mala, não? Bolsos cheios de coisas, moedas, cinto, bonés, milhares de botões de metal… Isso só vai te atrasar na fila do raio-x (e a quem estiver atrás, né?). Por isso, antes de sair de casa, pense na roupa que vai usar e tente escolher uma que seja “airport friendly” e que você não precise fazer um striptease antes de embarcar.

rimowa

7. Faça uma mala de mão organizada

Posso ser um pouco chata, mas vai me dizer que não irrita quando a pessoa que está na sua frente na fila do raio-x abre a mala de mão e começa a tirar tudo, gato, cachorro, papagaio, comida, roupas, milhares de fios e carregadores até achar o laptop lá no fundo? E aí começa a achar garrafinhas de água, vidro de perfume, shampoo de 500 ml… E é tão simples resolver isso! Basta fazer uma mala de mão organizada. Coloque o computador num lugar de fácil acesso e separe os líquidos (até 100 ml!!) em um saco plástico transparente para sacar logo da bolsa/mala assim que chegar a sua vez. Assim você poupa seu tempo e o de quem vem atrás na fila. Não tem certeza se ode levar na mala de mão? Confira aqui o que pode e o que não pode.

airport-150

8. Chegue antes, mas não muito antes

Em geral eu sempre gosto de chegar com três horas de antecedência ao aeroporto para ter tempo de fazer tudo com calma, mesmo que as filas estejam grandes no check-in, na polícia federal, no raio-x… Uma dica legal é olhar no site do seu aeroporto a que horas sua companhia aérea abre para o check-in. Em muitos países eles são super rígidos com estes horários e de nada adiante chegar com três horas e meia porque muitas vezes os balcões de check-in só abrem duas horas antes do voo. Na Itália são bem chatos, com isso, no Japão, na Malásia… Depois de perder muito tempo esperando fila de check-in abrir eu comecei a olhar antes de ir pro aeroporto e me arrependo de não ter feito isso antes.

9. Escolha as filas certas

Se você tem cartão de fidelidade, é idoso, já fez o check-in online, esta é sua hora! Aproveite este benefício e perca menos tempo nas filas do check-in. Fique sempre de olho porque nem sempre elas são bem sinalizadas. E, na dúvida, pergunte a um funcionário. Feito o check-in, vem a próxima etapa das filas: raio-x e polícia federal (para quem está viajando para fora, claro!). Os idosos continuam com preferência e, em alguns aeroportos, cartão de fidelidade também te adianta na fila. Se não for o seu caso, atenção na hora de escolher sua fila… Já assistiu ao filme Amor Sem Escalas? Confesso, me identifico… Evite filas com pessoas mais idosas ou com crianças porque naturalmente elas vão demorar mais tempo para tirar roupas, sapatos, etc. Eu sempre gosto de escolher a que as pessoas tenham menos bagagem de mão, por motivos óbvios.

IMG_9027

10. Se puder, use um lounge

Você já passou por todas as filas, despachou sua bagagem, deu aquela conferida no Duty Free… hora de relaxar antes de ir para o avião. Se tiver cartão de fidelidade ou algum cartão de crédito que te dê a chance de usar uma sala VIP, aproveite! Se não for seu caso, considere comprar um passe para um dia, dependendo do tempo que você vai passar, do que precisa fazer, etc. Já dei o caminho das pedras para qualquer um ser VIP no aeroporto aqui. Eu sou suspeita porque adooooooro uma mordomia (quem não, né?). E posso dizer, quase sempre chego mais cedo no aeroporto só pra ficar mais tempo nos lounges 😉

 

 

Comentários
Deixe um comentário

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

  1. Comentado por:

    Marcos Borges Viana

    A principal dica se forma no convencimento e clara compreensão do que é um bilhete de serviço de transporte aéreo. Não é, de forma alguma um ingresso na turma de cima pois esses usam suas aeronaves privadas e não as de SERVIÇO PÚBLICO. Nessas últimas viaja quem compra passagens por milhagem, à vista, em 60 vezes, etc. Não é título de propriedade da aeronave, dos aeroportos e muito menos passa a lhe dar direitos de BERRAR FEITO UMA VACA ou UM PORCO com os malditos empregadinhos de aeroporto que sempre são mais educados que qualquer babaca que ao pisar no meio fio do aeroporto acredita que ligaram as câmeras para uma cena de cinema em que será a personagem principal, sempre atrasada para “pegar MEU voo”. Arrogantes e histéricos que “se acham” interessantes, importantes e fundamentais para o mundo entender quais são os “seus direitos”. A minha expectativa é ser transportado até o próximo destino em paz. Detesto discursinho de prima-dona ofendida ou de executivozinho boiola querendo ser mais que o mundo. Me deixem ler em paz.

    Curtir