Assine VEJA a partir de R$ 9,90/mês.
Maquiavel Por Coluna A política e seus bastidores. Informações sobre Planalto, Congresso, Justiça e escândalos de corrupção. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Ex-aliado de Bolsonaro, Bebianno vai se filiar ao PSDB e apoiar Doria

Coordenador de campanha do presidente e ex-ministro, advogado deixou o governo menos de dois meses após assumir em razão de desavença com Carlos Bolsonaro

Por Da Redação - 19 nov 2019, 13h01

Ex-ministro da Secretaria-Geral da Presidência do governo Jair Bolsonaro, o advogado Gustavo Bebianno vai se filiar ao PSDB no dia 1º de dezembro. O evento acontecerá em um hotel do aeroporto Santos Dumont, no Rio de Janeiro, e contará com a presença do governador de São Paulo João Doria (PSDB).

Agora desafeto do presidente, Bebianno articulou a ida do então candidato para o PSL e coordenou a campanha presidencial de 2018, mas deixou o partido e o governo no dia 18 de fevereiro, menos de dois meses após assumir, depois de se desentender com Bolsonaro e com o seu filho, o vereador Carlos Bolsonaro (PSC-RJ).

Apesar da filiação ao PSDB, o ex-ministro ainda não decidiu se disputará algum cargo na eleição do ano que vem. Segundo Bebianno, o momento agora é de pensar no Brasil e não em projetos pessoais. Por isso, já declarou apoio à pré-candidatura de Doria para a sucessão de Bolsonaro.

 

Publicidade