Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês
Letra de Médico Por Cilene Pereira Orientações médicas e textos de saúde assinados por profissionais de primeira linha do Brasil

Dieta ou estilo de vida mediterrâneo?

Esse tipo de alimentação vai muito além da comida e se refere a todo um estilo de vida tradicional característico dos moradores das regiões do Mediterrâneo

Por Daniel Magnoni 4 mar 2017, 12h00

A busca por um estilo de vida mais saudável popularizou a dieta mediterrânea levando-a a uma evidência midiática e científica nos últimos anos. Apesar do nome, charmoso e atraente, do ponto de vista turístico, a dieta não se refere somente a um padrão alimentar, e sim a todo um estilo de vida tradicional característico dos moradores das regiões do Mediterrâneo, como a Grécia, o sul da Itália e a França, por exemplo.

Reconhecida como patrimônio da humanidade, essa dieta promove o uso de ingredientes da agricultura local, a transmissão de tradições e receitas locais e a partilha de refeições e de todo o ritual de preparo dos alimentos. Um dos pontos também fundamentais para a redução da doença cardiovascular nessas regiões é a atividade física, mais intensa e inserida no cotidiano das pequenas cidades.

A composição da dieta mediterrânea é feita principalmente por alimentos de origem vegetal, como frutas, legumes e hortaliças, oleaginosas, grãos e cereais (preferencialmente integrais) como arroz e trigo e também massas, como o pão. Os ovos e laticínios estão presentes em abundância, na composição das receitas ou no consumo relacionado aos cardápios diários; carnes brancas, como peixes e aves têm seu consumo moderado e as carnes vermelhas só participam em pequenas quantidades. A maior parte dos alimentos que compõem essa dieta são pouco processados e os açúcares aparecem em pouca quantidade. O azeite é a principal fonte de gordura dessa alimentação e o vinho está presente durante as refeições, com moderação.

Esse estilo de vida promove hábitos saudáveis, pois incentiva a valorização da alimentação como um todo. Compartilhar refeições e o processo de preparo é uma forma de criar momentos e fortalecer relações com as pessoas que convivem com você. A alimentação mediterrânea, por sua vez, é rica em vitaminas, antioxidantes, fonte de fibras e de gorduras restritas na origem de ácidos graxos saturados. O consumo de óleos vegetais leva a um aumento da ingesta da gordura mono e poli-insaturadas. As dietas reduzidas em gorduras saturadas estão relacionadas a benefícios para a saúde, como a proteção do sistema cardiovascular e menor risco de doenças do coração.

A dieta mediterrânea e os princípios que norteiam o estilo de vida mediterrâneo podem facilmente servir de inspiração para uma mudança na forma de se relacionar com a alimentação e a atividade física.

Referências:
Ministério da Saúde. Guia alimentar para a população brasileira. Brasília, 2014.
Garcia RWD. Dieta Mediterrânea: inconsistências ao se preconizar modelos de dieta. Revista Cadernos de Debate, 2001. 8:28-36.
UNESCO. Mediterranean Diet.
Associação Portuguesa de Dietistas. Dieta Mediterranea.

 

blog-letra-de-medico-daniel-magnoni
Ricardo Matsukawa/VEJA.com

 

Quem faz Letra de Médico

Adilson Costa, dermatologista
Adriana Vilarinho, dermatologista
Ana Claudia Arantes, geriatra
Antônio Frasson, mastologista
Artur Timerman, infectologista
Arthur Cukiert, neurologista
Ben-Hur Ferraz Neto, cirurgião
Bernardo Garicochea, oncologista
Claudia Cozer Kalil, endocrinologista
Claudio Lottenberg, oftalmologista
Daniel Magnoni, nutrólogo
David Uip, infectologista
Edson Borges, especialista em reprodução assistida
Fernando Maluf, oncologista
Freddy Eliaschewitz, endocrinologista
Jardis Volpi, dermatologista
José Alexandre Crippa, psiquiatra
Luiz Rohde, psiquiatra
Luiz Kowalski, oncologista
Marcus Vinicius Bolivar Malachias, cardiologista
Marianne Pinotti, ginecologista
Mauro Fisberg, pediatra
Miguel Srougi, urologista
Paulo Hoff, oncologista
Paulo Zogaib, medico do esporte
Raul Cutait, cirurgião
Roberto Kalil – cardiologista
Ronaldo Laranjeira, psiquiatra
Salmo Raskin, geneticista
Sergio Podgaec, ginecologista
Sergio Simon, oncologista

Continua após a publicidade
Publicidade