Assine VEJA a partir de R$ 9,90/mês.
Felipe Moura Brasil Por Blog Análises irreverentes dos fatos essenciais de política e cultura no Brasil e no resto do mundo, com base na regra de Lima Barreto: "Troça e simplesmente troça, para que tudo caia pelo ridículo".

Em resumo: indicado por Lula solta indicado por Lula

Sim: é constrangedor

Por Felipe Moura Brasil - Atualizado em 8 fev 2017, 17h54 - Publicado em 29 jun 2016, 17h50

Montagem Toffoli PB

1) Independentemente da argumentação sobre o suposto “constrangimento ilegal”, a concessão de habeas corpus ao ex-ministro dos governos do PT Paulo Bernardo pelo advogado de carreira no PT Dias Toffoli em canetada que suprimiu duas instâncias do Poder Judiciário (TRF de SP e STJ) é mais uma amostra da situação que este blog resume assim:

Brasil vive o duelo entre juízes concursados que mandam prender políticos e ministros indicados por políticos ao STF que mandam soltá-los.

Se o político é preso por corrupção em órgão público para o qual foi nomeado pelo presidente eleito por seu partido, constrange a população que seja solto por um ministro nomeado pelo mesmo presidente.

Publicidade

2) A propósito:

Supremo demora 617 dias para receber uma denúncia contra político.

“É um escândalo”, disse o ministro Luís Roberto “Minha Posição” Barroso em seminário na PGR, como se ele não fosse um membro da Corte.

Como eu havia comentado dias atrás:

Publicidade

tuite pb

Só falta “PB” conseguir essa moleza também.

Felipe Moura Brasil ⎯ https://veja.abril.com.br/blog/felipe-moura-brasil

Siga no Twitter, no Facebook e no Youtube.

Publicidade