Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Queixa de resultado

Rejeição a Bruno Covas cai após ultimato pela saída de Aécio

Fernando Henrique Cardoso qualificou de “oportunismo” a atitude do grupo de tucanos, prefeito Bruno Covas à frente, defensores da expulsão do deputado Aécio Neves. No PSDB paulista ninguém deu ouvidos ao ex-presidente. Movido por, digamos, senso de oportunidade, o partido deu mais atenção a pesquisas internas que registraram uma queda de 11 pontos porcentuais na rejeição do prefeito como candidato a voltar ao cargo em 2020, depois de Covas ter dado o ultimato na base do “ele ou eu” pela saída do mineiro enroscado na Lava Jato.

A interpretação é a de que a defesa da expulsão será um bom ativo eleitoral no ano que vem quando, além das questões da cidade, o PSDB pretende levar a bandeira de combate à corrupção para o palanque municipal. Os paulistas por ora ainda confiam que Aécio ouça os conselhos de que o ideal seria pedir uma licença a fim de dar uma serena nos ânimos que poderão ficar bastante acirrados se aquele que já mandou e desmandou no partido insistir em não aceitar que as rodas giraram e sua caravana passou.

Comentários
Deixe um comentário

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s