Augusto Nunes Por Coluna Com palavras e imagens, esta página tenta apressar a chegada do futuro que o Brasil espera deitado em berço esplêndido. E lembrar aos sem-memória o que não pode ser esquecido. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

O chefe da tribo dos fernandinhos beira-mar

Interrompida a pedido dos marqueteiros de Dilma Rousseff, a discurseira beligerante de Lula já produziu estragos irreversíveis. Como o chefe debochou da agressão a José Serra, um companheiro que se identificou como Fróes concedeu-se o direito de propor no Twitter a eliminação física do candidato da oposição. Saiu de cena ao desconfiar de que fora […]

Por Augusto Nunes - Atualizado em 21 fev 2017, 09h46 - Publicado em 25 out 2010, 00h10

Interrompida a pedido dos marqueteiros de Dilma Rousseff, a discurseira beligerante de Lula já produziu estragos irreversíveis. Como o chefe debochou da agressão a José Serra, um companheiro que se identificou como Fróes concedeu-se o direito de propor no Twitter a eliminação física do candidato da oposição. Saiu de cena ao desconfiar de que fora longe demais. Não deveria ter demorado tanto: o registro da ignomínia já não pode ser apagado do blog Olho na Mira.

Numa República presidida por um chefe de facção, o aparecimento da tribo dos fernandinhos beira-mar era questão de tempo. Já estão por aí, pregando a morte de Serra enquanto desejam longa vida a Dilma Rousseff

Publicidade