Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia
Augusto Nunes Por Coluna Com palavras e imagens, esta página tenta apressar a chegada do futuro que o Brasil espera deitado em berço esplêndido. E lembrar aos sem-memória o que não pode ser esquecido. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Faxineira de araque

A presidente agonizante não quer a companhia dos bandidos que protegeu

Por Branca Nunes Atualizado em 30 jul 2020, 22h48 - Publicado em 8 Maio 2016, 22h40

“Eles sempre quiseram que eu renunciasse. Sabem por quê? Sabem o tapete? Você levanta ele e esconde a sujeira debaixo. Se eu renunciar, eu vou debaixo do tapete. Mas eu não vou, vou ficar aqui brigando”. (Dilma Rousseff, durante visita a obras do Projeto de Integração do São Francisco em Pernambuco, avisando que não vai se juntar ao lixo que varreu para baixo do tapete.)

Publicidade