Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Eliziário Goulart Rocha: A fala confusa do Djavan da política

Quem sonha em se tornar presidente da República um dia não pode se dar ao luxo de ser indecifrável

Marina Silva interrompeu sua hibernação quatrienal para exibir invulgar afinação com o modo de se expressar do eleitor. “Quando o desapreço pelo exercício da alteridade, disputa instaurar-se como regra, abre-se o perigoso caminho pelo qual marcham, s/ escrúpulos, os que se arvoram o direito de decretar destinos, eliminar diferenças e usurpar a construção coletiva da verdade”, escreveu em seu Twitter a mulher que, na versão das redes sociais, é guardada numa câmara criogênica e descongelada somente em época de eleições presidenciais. Se o problema era falta de identificação com o brasileiro médio, agora vai.

O esforço para captar a mensagem de Marina é quase o mesmo necessário para entender o significado de “Açaí, guardiã/ Zum de besouro, um ímã/ Branca é a tez da manhã”, da canção “Açaí”, de Djavan, um ícone do palavrório nonsense. Mas Djavan é um artista, e ao poeta até pega bem não ser compreendido de vez em quando, ou deixar o entendimento ao sabor da imaginação de cada um. Quem sonha com a Presidência da República não pode dar-se ao luxo de ser indecifrável.

Obviamente, com paciência e boa vontade se consegue descobrir o que ela quis dizer – não é o caso de Djavan, por mais que ele explique. Mas alguém deveria alertar Marina da inconveniência de falas confusas num país que vem de dois mandatos de um presidente que sempre fez o elogio da ignorância premeditada, e de um terceiro de uma presidente que nunca conseguiu promover as pazes entre o Tico e o Teco. Não será com “desapreço”, “alteridade” e “construção coletiva da verdade” que Marina ampliará seus votos. No máximo, ganhará aplausos em botecos de universidade.

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

  1. Novidade nenhuma.
    Sempre foi uma crente destrambelhada e, incoerentemente ao que hoje tenta passar a conversa nos bestas, aliada de comunistas e ladrões.

    Curtir

  2. É o tipo da vigarista que se acha ‘NORMAU’.

    Curtir

  3. Com “u”, mesmo.

    Curtir

  4. Se é para censurar parte, que se censure no todo.
    Obrigado.

    Curtir

  5. Xiiiiiiiiiiii…………

    Curtir

  6. Capacitadamente bloqueado.

    Curtir

  7. A realidade, às vezes, é cruel.
    Mas, nem por isso, podemos revelá-la quando denigre ou ofende a outrem.
    Concordo.
    Desc ulpem.
    Não precisa publicar.
    Abraços.

    Curtir