Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

A fantasia em frangalhos assombra os patrulheiros

“Por que vocês não param de falar da Dilma?”, não param de berrar, cada vez mais estridentes, as patrulhas do stalinismo farofeiro. Porque não se deve parar no meio o serviço que começou com a destruição da fantasia da superexecutiva incomparável, costurada para camuflar a gerente de microempresa de subúrbio. É preciso concluir a desmontagem da farsa forjada para instalar na presidência da República uma […]

“Por que vocês não param de falar da Dilma?”, não param de berrar, cada vez mais estridentes, as patrulhas do stalinismo farofeiro. Porque não se deve parar no meio o serviço que começou com a destruição da fantasia da superexecutiva incomparável, costurada para camuflar a gerente de microempresa de subúrbio. É preciso concluir a desmontagem da farsa forjada para instalar na presidência da República uma Dilma Rousseff que não há.

O Brasil que vê as coisas como as coisas são já enxerga com nitidez uma candidata sem brilho, sem modos, sem ideias, sem rumo. E ouviu nesta semana uma oradora bisonha despejando palavrórios indecifráveis sobre plateias sonolentas. O Brasil do faz-de-conta enxerga o que quer e transforma em tribuno até aprendiz de camelô. Na passagem de Dilma por Minas, viu o nascimento de uma estrela dos palanques.

“Uma boa estreia no debate político”, diz o título da nota publicada pelo jornalista Ilimar Franco no Globo desta quinta-feira. “Muito comemorado no governo o discurso de Dilma Rousseff sobre a oposição e o PAC”, informa o texto. “O presidente Lula e seus assessores avaliam que ela dissipou quase todas as dúvidas existentes quanto ao traquejo e a sensibilidade da candidata do PT. (…) A reação da oposição (…) mostrou, segundo eles, que Dilma é boa de briga”.

Nesta sexta-feira, num sindicato em São Paulo, Dilma exibiu-se outra vez ao lado do padrinho. “É preciso discutir o que será do país pós-Lula”, ensinou num trecho da discurseira. . “Isso não significa dizer que será preciso começar tudo outra vez. Será uma continuidade do processo e precisamos de vontade política para mudar o país”. Lula ouviu aquilo com cara de pai da noiva. E condecorou a afilhada. “A bichinha está palanqueira, palanqueira de primeira”, fantasiou. Ninguém ousou discordar.

Prisioneiro da formação intelectual indigente, incapaz de descobrir se alguém deve inscrever-se no Enem ou reinvidicar uma cátedra em Harvard, é possível que Lula ache mesmo que Dilma é um colosso. Mas o coro dos contentes não é feito só de lulas. Muitos sabem que nenhum campeão de popularidade tem cacife para eleger uma nulidade de alto risco. Sabem que Dilma seria pulverizada por um Jânio Quadros no primeiro minuto do primeiro debate. Sabem que José Serra é um adversário temível. Sabem, sobretudo, que a mulher que mente compulsivamente é ela própria uma mentira.

É possível que os grandes eleitores de Dilma andem mentindo a si mesmos. É possível que tenham resolvido acreditar na mentira que inventaram. Talvez acreditem que a oposição não se oporá. Talvez imaginem que eleitor engole tudo — até uma Dilma Rousseff. Seja qual for a alternativa correta, cumpre à imprensa independente impedir o assassinato da verdade e cabe à parte saudável do país extirpar o tumor. O destino da fraude dirá se o Brasil faz sentido.

Comentários
Deixe um comentário

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

  1. Comentado por:

    Galina Pulerova

    Voce me deu uma esperança que eu tinha perdido! Dilma é uma derrotada imbatível! Fica cada dia mais claro que Lula quer entregar a presidencia a Serra, pois ao colocar uma perdida, desiludida e gritadeira Dilma na corrida presidencial, lula presta um serviço inestimavel para a humanidade, ao fritar Dilma em uma campanha sabidamente derrotada! Pela primeira vez concordo com Lula: ao colocar Dilma, ele elege Serra! Só precisa saber com que interesse…

    Curtir

  2. Comentado por:

    BRASILEIRO

    LIBEREI…JÁ QUE VOCÊ LER, EU VOU ESCREVER…É LULA…BURQUESE DE MERDA..SABE QUANDO?…
    Almoçou com o chefe?

    Curtir

  3. Comentado por:

    Marcos

    Só uma perguntinha:
    “dilma”, Cadê o diploma de mestre e doutora em economia pela UNICAMP que consta no seu currículo e que a UNICAMP disse que você não tem?
    O único DR que ela possui são as iniciais do seu nome(dilma roussef), que depois dessa dilmada(palhaçada, cagada e outras adas), deve ser escrito com minúsculas.
    Já está enquadrada e rotulada como mentirosa só falta agora ser enquadrada por falsidade ideológica. Ou não pode porque é ministra e candidata a presidente?
    Por acaso caga cheiroso?
    E se fosse alguém do povo, um simples mortal que usasse desse expediente(apresentar currículo falso), seria processado?
    Como ninguém faz nada, vai acabar virndo uma prática comum, um subterfúgio para subir de cargo.
    Do jeito que a coisa vai vamos acabar sendo governados(já estamos) por um jumento ou uma jumenta.

    Curtir

  4. Comentado por:

    Paulo Silveira

    Isso de falta de Q.I. da candidata me levar a crer que ela não foi ela que planejou e concluiu com êxito o 1º PAC coisa nenhuma. (Plano de Ação do Cofre do Adhemar). Não teria inteligência suficiente para tal.
    Acho que esse boato são eles mesmos que soltam para fazer a candidata parecer de fibra, de coragem, (macho).
    Não se nega porém o Q.I. (quem indica), esse ela tem.

    Curtir