Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Retorno de Lula ao sistema político é bom até para seus adversários

Volta do petista levará à retração do Poder Judiciário em benefício do protagonismo do sistema político

Lula é – era – o único líder político nacional preso. Há dois políticos que já foram importantes em seus respectivos estados que estão presos também, Sérgio Cabral, do Rio, e Eduardo Azeredo, de Minas. Ambos foram governadores e em algum momento foram poderosos, mas apenas regionalmente. Se hoje seus nomes fossem testados em pesquisas estaduais de intenção de voto, teriam um percentual próximo de zero. Lula é em tudo diferente, trata-se de um político nacional que poderia vencer uma eleição presidencial. É algo inédito no Brasil, talvez no mundo. O PT e Lula são, de longe, os principais prejudicados desta situação que foi iniciada em abril de 2018, ano eleitoral.

A decisão de hoje do STF quanto à prisão em segunda instância tem, portanto, uma grande implicação política: recoloca Lula no jogo político. É fato que não se trata, a princípio, de tornar Lula elegível. Isso não é necessário para que ele ocupe o centro do palco. Lula livre dificilmente retornará para a prisão. Assim, ele passará a articular a política, começando pela arbitragem dos conflitos internos do PT, passando por atrair os políticos do Centrão e terminando pela articulação da escolha do candidato de seu partido à presidência em 2022.

O retorno de Lula será bom para todo o sistema político, inclusive para seus adversários, como o PSDB e Bolsonaro. O governo ganha com a libertação de Lula porque a oposição não governa, mas faz o governo governar. Com Lula galvanizando a oposição, Bolsonaro terá de mostrar mais serviço do que vem fazendo até agora. Uma oposição vibrante e forte, paradoxalmente, ajuda o governo.  Tanto o PSDB quanto seus dissidentes que já conversam com Luciano Huck também vão precisar ser mais atuantes em seus discursos contra a desigualdade e a favor de políticas sociais. Ora, Lula é o dono destes temas, não é fácil deslocá-los do terreno da proteção aos pobres.

Por fim, o sistema político como um todo ganha com a liberdade de Lula. Ele respeita o sistema e o protege. Nesse sentido, Lula não tem lado, diante de todos os políticos, à esquerda e à direita, Lula é o líder da tropa. Seu retorno ao centro do palco político é um ingrediente adicional, dos mais importantes, que levará à retração do Poder Judiciário em benefício do protagonismo do sistema político.

Este protagonismo é crucial para que o Brasil volte aos trilhos do crescimento e da justiça social.

 

 

Comentários
Deixe um comentário

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

  1. Parabéns, STF. Vão colocar esse criminoso safado de volta às ruas. País lixo. Os bandidos venceram mais uma vez.

    Curtir

  2. José Antonio Silva

    Santo Deus, quanto besteirol em um único artigo!!! Desde quando ter bandido solto fazendo política é positivo para um país???

    Curtir

  3. Agnelo Moura

    Como vcs da revista veja diz que Lula não tem lado, vamos brincar direito e sinceramente estou com vergonha de ver gente vibrando com essa decisão arbitraria do STF não só de soltar Luladrão mas sim de vários bandidos condenados em 2ª instancia. Os bandidos venceram mais uma vez!!! #PaisDeInversãoDeValores

    Curtir