Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

A crise dos 12 anos: como lidar com filhos pré-adolescentes?

Rosely Sayão dá dicas de como dialogar com filhos que estão entrando na puberdade. Acompanhe o ‘Família’

Por Da Redação Atualizado em 15 Maio 2018, 19h52 - Publicado em 26 abr 2018, 10h00

Rosely Sayão responde a dúvida de uma mãe cuja filha de quase 12 anos está se isolando muito – não fala mais sobre si ou sobre seu dia a dia. Ela deseja saber se o comportamento é normal e se há alguma forma de reverter essa situação.

A psicóloga afirma que 12 anos não é uma idade qualquer. É quando o organismo já entrou ou está prestes a entrar na puberdade. A fabricação hormonal inerente à fase não interfere somente no corpo, mas também no humor e na visão de mundo do jovem. “Muitos se fecham, porque é como se precisassem de um tempo para entender essas mudanças. O completo oposto também é comum: eles se abrem e a todo momento estão com colegas”.

Para reverter este isolamento, Rosely indica formas de estimular um bom diálogo com o pré-adolescente. Ela conta que perguntas muito abertas – “como foi a escola?”, por exemplo – não estabelecem diálogo. “São perguntas amplas demais para que os filhos consigam se localizar e responder. Temos que mudar o tipo de conversa inicial para permitir que eles se coloquem”.

  • Durante a transição do final da infância pro início da adolescência – que hoje em dia compreende uma variação ampla de idade – é comum passar por uma crise. “E crise não é algo ruim. É algo muito bom. Mostra que vai sair de uma situação para entrar em outra”, completa a psicóloga.

    Dúvidas sobre família, comportamento ou educação? Envie aqui. Rosely Sayão responde semanalmente. Não se esqueça de informar sua idade ou a idade de seu filho.

    Continua após a publicidade
    Publicidade