Clique e Assine a partir de R$ 7,90/mês

A difícil tarefa de dialogar com os filhos adolescentes

Rosely Sayão dá dicas de como promover diálogo com os filhos adolescentes - tarefa complicada, mas possível. Acompanhe o 'Família'

Por Da Redação Atualizado em 12 abr 2018, 13h55 - Publicado em 12 abr 2018, 11h01

A psicóloga Rosely Sayão responde a dúvida de um pai, cujo filho de 13 anos e a ex-esposa vivem brigando, sem nunca entrar em acordo. Ele deseja saber o que pode ser feito para que haja diálogo entre o adolescente e a mãe.

Rosely aponta algumas qualidades necessárias para promover boas conversas com os adolescentes. “Requer paciência, persistência e tenacidade. Não é fácil, mas é possível”.

Essa dificuldade de conversa ocorre porque, até o final da infância, a criança é plenamente dependente dos pais. Na adolescência, eles ganham um pouco de autonomia – que o jovem crê ser autonomia absoluta. “Para eles, diálogo ainda é o pai fazer o que ele quer. Eles precisam aprender a negociar conflitos e regras”, explica a psicóloga.

Ela ainda dá uma outra dica valiosa: algo que pode ser dito pelos pais que ajuda a promover o respeito entre o jovem e a mãe.

Dúvidas sobre família, comportamento ou educação? Envie aqui. Rosely Sayão responde semanalmente.

Continua após a publicidade

Publicidade